Colégio Web

Dicas de jogos para ensinar a turma a contar

Os conteúdos oferecidos são totalmente gratuitos e envolvem os alunos de ensino fundamental 1 para as aulas de matemática.

Publicidade

O ato de envolver os alunos nas aulas de matemática é sem dúvida alguma um dos maiores desafios encontrados por professores no Ensino Fundamental. durante os primeiros anos, quando a turma está aprendendo a lidar com os números, o docente precisa com isto criar uma abordagem criativa para transformar o ensino do conteúdo em um tipo e aprendizagem real.

Dicas de jogos para ensinar a turma a contar

Para que possa ajudar os docentes nesta nova tarefa, confira algumas dicas de jogos para ensinar os pequenos a contar. Os conteúdos são gratuitos, para utilizar basta apenas se cadastrar no site e convidar a turma para jogar.

O Bando de Pássaros

Neste joguinho, as crianças são desafiadas a contar de 1 a 20 através de um binóculo, e elas enxergam pássaros voando no céu, e precisam responder quantas aves visualizaram. O objetivo é praticar a contagem e a soma de dois ou mais números.

Os dez primeiros

Esta é uma interessante tarefa que pode ser proposta pelo jogo, onde o objetivo é identificar quantos dedos ou objetos faltam para que se chegue ao número 10. Esta atividade poderá ajudar os pequenos a praticarem meios de encontrar uma parcela ausente na soma, além de compor o dez e desenvolver uma flexibilidade somando os números de um dígito.

Suba em um ônibus

Dicas de jogos para ensinar a turma a contar

Para que possa exercitar a contagem até 8, a turma deverá precisar contar quantos cães de diferentes cores e tamanhos entraram em um ônibus. Após entrarem, eles não poderão mais ser vistos, o que poderá mostrar como os números podem representar as quantidades invisíveis.

As cambalhotas

Para que se trabalhe a contagem dos números de 10 a 19, os alunos precisam identificar quantos acrobatas estão no picadeiro. A ideia é que eles possam aprender sobre diversas dezenas e o que tudo isso significa. No jogo é possível arrastar o mouse e criar composições diferentes de atletas, estimulando assim a turma para fixar os conceitos.

Fonte: Revista nova escola

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados