Colégio Web

Governo revela que teve prejuízo de R$ 1 bilhão em cinco anos de Enem

Perdas de dinheiro foram causadas com estudantes ausentes na prova.

Publicidade

O Ministério da Educação revelou esta semana perdas de R$ 1 bilhão nos últimos cinco anos de Exame Nacional do Ensino Médio. De acordo com as informações que foram divulgadas pela pasta, as perdas de dinheiro aconteceram em virtude dos estudantes que se inscrevem e não comparecem no dia das provas.

Governo revela que teve prejuízo de R$ 1 bilhão em cinco anos de Enem

O consolidado revela que, nos últimos cinco anos, 11.494.312 inscritos faltaram às provas. A última edição do Enem teria custado, de acordo com os cálculos do governo, R$ 87.54 por estudante. O custo total do Enem 2017 foi de R$ 669.979.886, sendo que o órgão teve que arcar com R$ 505.530.642.

Foram recebidas mais de 6,7 milhões de inscrições no Enem 2017, mas 2.017.253 faltaram às provas e, dentre esses, 83,8% eram isentos. Vale ressaltar, segundo o MEC, que, dos 222.132 participantes que eram ausentes reincidentes, 92,78% eram isentos. Outro dado é que o prejuízo total com os faltantes foi de R$ 176.590.328.

Mudanças

Governo revela que teve prejuízo de R$ 1 bilhão em cinco anos de Enem

Com base nestas informações, o MEC divulgou que pretende fazer algumas mudanças na edição de 2018 do Enem, justamente para evitar o gasto desnecessário. A partir de agora, as solicitações de isenção de taxa do Enem serão recebidas antes do período de inscrições para o exame.

Para este ano, os pedidos de isenção deverão ser feitos entre os dias 2 e 11 de abril. Já as inscrições abrem no dia 9 e seguem até o dia 18 de maio. Os candidatos que pediram isenção e que não compareceram no Enem de 2017 deverão justificar a ausência.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados