Colégio Web

Província de Buenos Aires elimina nota zero dos boletins dos alunos

Publicidade

Os estudantes das escolas da rede primária de ensino da província de Buenos Aires não poderão receber nota zero nos seus boletins. A informação foi confirmada pela Secretaria de Educação do governo provençal e a medida será válida a partir do ano de 2015, quando os alunos não vão mais receber nenhuma nota que seja abaixo de 4 em seus relatórios.

Província de Buenos Aires elimina nota zero dos boletins dos alunos

De acordo com as informações que foram divulgadas pelo órgão responsável pelas escolas da província, a nota mínima que será dada para um estudante é 4, e a máxima continuará sendo 10. A média para que o estudante seja aprovado também não vai sofrer qualquer alteração, continuando 7.

O principal objetivo da medida é tentar evitar “afetar a autoestima” dos alunos. Durante uma coletiva de imprensa, a Secretária de Educação, Nora de Lucia, afirmou que mitos estudantes brilhantes podem acabar sendo desestimulados a seguir na escola por tirar uma nota muito baixa em uma disciplina que tenha mais dificuldade.

Redução da deserção

Província de Buenos Aires elimina nota zero dos boletins dos alunos 3

Além de manter a autoestima dos estudantes que estudam na rede primária de ensino da Província de Buenos Aires, que apesar de ser considerada a região mais populosa da Argentina não inclui a capital do país, um dos objetivos da medida é diminuir a quantidade de alunos que acabam desistindo dos seus estudos.

Apesar das explicações, a decisão acabou causando uma grande polêmica no país inteiro. Algumas figuras públicas que já participara da política da Argentina acabaram se posicionando contra, afirmando que este tipo de medida de nada contribui para aumentar o desempenho dos estudantes dentro de sala de aula.

A oposição chegou a afirmar que este tipo de medida poderia ter o efeito contrário do esperado, uma vez que os estudantes poderiam ser vistos como “coitado” e não como uma pessoa que conseguiria enfrentar os desafios que a vida impõe.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados