Colégio Web

Estudantes da rede pública do RJ participam de capacitação em animação

Publicidade

O mercado de animação está em pleno crescimento em diversos países, incluindo no Brasil. Com o barateamento da compra de equipamentos e com o aumento do poder dos softwares utilizados para criação dos mais variados tipos de animação, o mercado brasileiro acabou ficando bastante aquecido. O problema é que não basta computadores e softwares, a principal peça da engrenagem é a pessoa que manipula o mouse, teclado, canetas e outros periféricos.

amor_fúria-2

Por conta disso começam a surgir no Brasil alguns programas interessantes que visam começar a oferecer este tipo de ensino para os estudantes. É o caso de um projeto da rede pública de ensino do Rio de Janeiro que vai oferecer aos estudantes de ensino médio a oportunidade de capacitação no mercado de animação.

Segundo os especialistas e mais experientes profissionais do mercado, o grande problema não é a falta de cursos na área, já que existem bastante, mas sim o preço que é cobrado. Além disso, muitas pessoas ainda não conseguem enxergar a animação como um mercado promissor no Brasil, sendo que muitas pessoas ainda pensam que terão que morar no exterior para conseguir trabalhar neste segmento da indústria criativa.

Animações brasileiras

O mercado de animação ainda não consegue ter números consolidados do crescimento da demanda nesta área, mas é percebível o crescimento de trabalho nas empresas que oferecem este tipo de serviço. Muito dessa demanda acaba vindo do mercado publicitário, que trabalha muito a questão da animação nas suas propagandas.

ryuzinho

Mas também existe um crescimento no mercado de animação como produto em sí, que são as histórias que passam a ser veiculadas na televisão ou pela internet. Algumas séries de animação nacionais já começaram a ser distribuídas no mercado externo, sendo que muitas inclusive ganhando reconhecimentos como se fossem produções de mercado do exterior.

Alguns exemplos de produção nessa área são “Peixonauta”, “Meu Amigãozão”, “Escola pra Cachorro”, dentre outros. Além disso também existem as séries mais tradicionais que também estão apostando mais nos dias de hoje na animação, como é o caso da “Turma da Mônica” e também do “Sítio do Pica Pau Amarelo”.

Como funciona o projeto

Um estúdio de animação escolhido para o projeto passa pelas escolas públicas com palestras sobre o mercado de trabalho. Além disso, também já começa a ser feito um processo seletivo entre os alunos que tem interesse em trabalhar neste segmento. Os selecionados fazem um curso de 5 meses, com oito horas aulas por semana, onde recebem auxílio transporte e auxílio alimentação no turno inverso ao da escola.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados