Colégio Web

Edital do Prouni é publicado com mensagem de “Erro!” no Diário Oficial

Publicidade

Nesta sexta-feira foi publicado no Diário Oficial da União o edital oficial com as regras e datas de seleção para o Prouni (Programa Universidade para Todos) do segundo semestre. Mas o que causou estranheza foi uma expressão estranha que acabou indo parar no meio do texto com as informações da seleção.

edital-prouni-erro

No item 3.2 aparece a seguinte mensagem: “Erro! A referência de hiperlink não é válida”. Este é o item do edital que menciona o endereço na internet onde os inscritos poderão procurar pelo resultado da seleção.

A Assessoria de Imprensa do Ministério da Educação divulgou uma nota durante o dia afirmando que o texto original que foi enviado para a publicação do Diário Oficial não continha aquela mensagem. Já a assessoria da Imprensa Oficial, responsável pela publicação do Diário Oficial, afirma que o erro foi sim do MEC.

Na nota divulgada pela Imprensa Oficial a explicação foi a seguinte: “Trata-se de um elemento oculto presente no arquivo original que supostamente não foi percebido quando editado na origem (MEC). O importante é esclarecer que não houve qualquer intervenção manual no âmbito da Imprensa Nacional que originasse o erro em questão”

Inscrições Prouni 2º semestre de 2014

prouni

Mesmo com o erro no texto, as informações do edital foram todas as confirmadas e continuam válidas. As inscrições vão acontecer entre no período de 9 de junho até 23h59 do dia 11 de junho. Como de costume a inscrição poderá ser feita apenas pela internet, através do site.

Para concorrer as bolsas de estudo deste segundo semestre de 2014 os estudantes terão que ter obrigatoriamente feito o ENEM de 2013. Além disso a nota mínima do aluno deve ser de 450 pontos para que ele seja habilitado a concorrer a uma das bolsas. A redação também não pode ter sido zerada.

Outros requisitos para inscrição no programa é que os estudantes precisam ter cursado ensino fundamental e médio em escolas públicas, ou com bolsa integral em escolas particulares, bem como ter renda familiar de até 1,5 salários mínimos por pessoa para as bolsas integrais e até 3 salários mínimos por pessoa para as bolsas de 50%

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados