Colégio Web

NASA anuncia avião totalmente elétrico

Publicidade

Com a crescente preocupação com os danos que o uso de combustíveis fósseis causa ao meio ambiente, todos os setores que utilizam desse tipo de combustível têm buscado maneiras de se renovar, buscando alternativas mais sustentáveis para aquilo que fazem.

E a NASA – National Aeronautics and Space Administration ou Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço, em tradução livre – não poderia estar de fora de tudo isso. Já no ano passado a agência manifestou o seu desejo de inovar o setor de aviação buscando aderir à tecnologia de aviões que fossem completamente elétricos.

Na época, o esperado e o planejado é que voos comerciais realizados nesse tipo de aeronave pudessem começar dentro de um período de 20 anos. E recentemente a agência deu um passo adiante para que isso possa se tornar uma realidade.

NASA avião totalmente elétrico

A NASA e o seu avião elétrico

Começando com um pequeno passo em direção ao objetivo mencionado acima, a NASA anunciou os seus planos para a produção do X-57. Com isso ela deu a primeira divulgação de um avião elétrico de sua famosa série X-plane.

Apelidada de Maxwell, a aeronave conta com diversas inovações. A principal dentre elas é o sistema de propulsão do X-57, que consiste em catorze motores elétricos que vão ficar posicionados nas asas da aeronave. Os motores seriam alimentados por baterias que vão poder ser carregadas no chão por meio de células solares, seguindo a deixa dos recentes investimentos elétricos no setor de veículos.

O mecanismo funcionaria da seguinte forma: durante a decolagem e o pouso, todos os motores da aeronave vão ser utilizados. Já durante o voo, apenas dois motores, os principais dentre os catorze, vão ser necessários para manter o avião nas altitudes adequadas.

O esperado é que por meio da distribuição de energia elétrica em toda a asa do avião, a aeronave seja capaz de reduzir toda a energia que é necessária para todo o trajeto da aeronave.

NASA anuncia avião totalmente elétrico

De acordo com informações divulgadas pela NASA, o X-57 vai ser construído a partir da modificação de uma já existente aeronave bimotor dona de design italiano, a Tecnam P2006T. Caso todo o ambicioso projeto dê certo, muito provavelmente o Maxwell vai ser o responsável por marcar o começo de mudanças grandiosas dentro da indústria aeronáutica.

Isso porque ele seria a representação de um avião mais silencioso, mais barato e livre de poluentes. Ou seja, o começo de todo o futuro da indústria aeronáutica não só no Brasil, mas em todo o mundo.

Agora é esperar para ver o desenvolvimento dessa história. Isso porque a novidade pode ganhar os ares muito antes do que nós imaginamos. É o futuro chegando.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados