Colégio Web

Descobertas recentes podem provar que nossa espécie surgiu antes do que se pensava

Fósseis apontam que nossa espécie surgiu anos antes do que pensávamos.

Publicidade

O grande consenso entre os cientistas até então era de que os humanos modernos, os Homo sapiens teriam surgido ao leste da África há ao menos 200 mil anos, e aos poucos se espalhou pelo mundo. Em contrapartida, uma descoberta incrível realizada no Marrocos pode mudar tudo o que sabemos de nossa origem.

Descobertas recentes podem provar que nossa espécie surgiu antes do que se pensava

Um grupo de cientistas se deparou com fósseis de cinco indivíduos Homo Sapiens e os ossos apontaram que eles possuem por volta de 315 mil anos, ou seja, os humanos modernos surgiram há mais de 100 mil anos antes do que se imaginava.

A história reescrita

Os ossos encontrados foram visualizados em uma região remota do Marrocos conhecida como Jebel Irhound, um sítio arqueológico já conhecido desde o início dos anos 60. Neste local muitos fósseis humanos e ferramentas já forma descobertos ao longo dos anos, e os exemplares agora foram encontrados durante escavações feitas em 2004.

Foram localizados alguns dentes, ossos e fragmentos de crânios e maxilares, além de sofisticados objetos de pedra e carvão, indicando que o grupo fazia a utilização de fogo. Para datar os fósseis com maior precisão, foram realizadas duas análises, a datação por termoluminescência e por ressonância de spin eletrônico.

Descobertas recentes podem provar que nossa espécie surgiu antes do que se pensava

Foram realizadas também tomografias computadorizadas de alta resolução para que se consigam cópias digitais dos fósseis. Além disto, por meio de técnicas de reconstrução virtual, os pesquisadores puderam determinar que os ossos apresentem uma morfologia facial correspondente aos humanos modernos, e assim os diferenciaram de todas as espécies humanas que existiam na época.

A descoberta dos fósseis revela que nossos antigos ancestrais apareciam por todo o continente africano, ao invés de apenas em áreas determinadas, e existem cada vez mais evidências de que eles compartilharam com outros grupos, não apenas sua cultura mas seus genes.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados