Colégio Web

O ciclo de vida de uma pteridófita isosporada com prótalos dióicos (Equisetum)

Publicidade

11. O ciclo de vida de uma pteridófita isosporada com prótalos dióicos (Equisetum)

A planta Equisetum é mais conhecida como a cavalinha, que tem uma estrutura organizada em raiz, caule e folha.

Quando está em fase de reprodução, esta planta gera ramos produtivos, que dão origem aos estróbilos, que é uma aglomeração de esporangióforos, que se desenvolvem ao redor do eixo caulinar, e produzem esporângios, que formam os esporos durante a divisão.

Os esporos possuem uma região muito perceptível em relação à umidade atmosférica chamada elatérios, que libera os esporos para fora de si, e espalha-os pelo ambiente. Estes esporos desenvolvem-se e produzem gametófitos anterídios com anterozóides e arquegônios com oosfera. Após a fecundação, o zigoto é formado e logo nasce um novo esporófito.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados