Colégio Web

Urinoterapia traz benefícios à saúde?

Atualmente, muitas pessoas buscam a cura para seus problemas físicos através de técnicas que nem sempre são as mais utilizadas. Conheça a Urinoterapia!

Publicidade

Nos dias de hoje, muitas pessoas buscam a cura para seus problemas físicos através de técnicas que nem sempre são as mais comumente utilizadas. Dessas técnicas, sem sobra de dúvidas, a que mais desperta sentimentos diversos e confusos na maior parte da população é a urinoterapia.

A urinoterapia, também chamada uroterapia, é uma doutrina muito antiga (há relatos antigos sobre a prática que remontam há 5 mil anos antes de Cristo, que parte do pressuposto de que ingerir a própria urina traz benefícios para a pessoa que o fizer.

Os defensores dessa estranha técnica afirmam que na urina há diversas substancias que são benéficas ao organismo humano e que, portanto, devem ser ingeridas regularmente, proporcionando uma melhora na condição física. Acreditam também que a prática pode prevenir doenças e até mesmo ajudar a curá-las.

Verdade é que não há comprovação cientifica de que os agentes contidos na urina humana (em sua maioria água e ureia) são de fato benéficos ao ser humano. Também não há estudos que comprovem que a ingestão regular de urina traga de fato alguma melhora na qualidade de vida de seus praticantes.

Os defensores da prática, sem muito fundamento cientifico, argumentam que beber urina pode ajudar no tratamento do câncer. Existem de fato casos de pessoas que aparentemente conseguiram conter o avanço das células cancerígenas em seu organismo, e há alguns (raros) casos de pessoas que afirmam terem conseguido reverter o avanço dessas células em seu organismo.

Urinoterapia

Há entusiastas da prática atualmente em diversos setores da sociedade, mas é entre os esportistas, especialmente os lutadores de MMA e de boxe, que ela tem ganhado notoriedade. Muito dessa notoriedade provém do fato de que lutadores famosos, como o brasileiro Lyoto Machida, ou o mexicano Juan Manuel Márquez, afirmarem tomar urina com certa regularidade para evitar problemas físicos.

A urinoterapia, por ser uma prática que remonta à Antiguidade, já é conhecida por algumas culturas, especialmente do oriente, como a japonesa e indiana, que a utilizam como remédio e até mesmo como cosmético há milênios.

Há diversas personalidades que já praticaram, ou praticam a urinoterapia. Há também os que não a bebem, mas admitem que já a utilizaram com alguma finalidade curativa, como a cantora Madonna, que já admitiu ter utilizado sua própria urina para tratar de seu pé de atleta.

Mas como toda a técnica polêmica, é evidente que a urinoterapia também tem seus inimigos. Há diversos fisiologistas que criticam a prática alegando, entre outras coisas, que a urina representa a eliminação de tudo aquilo de que nosso organismo não precisa, portanto, sua ingestão não traria beneficio algum para o praticante. Muito pelo contrário, eles acreditam que na verdade, tal prática pode até mesmo fazer mal à saúde, já que a pessoa estaria trazendo de volta ao seu organismo substâncias das quais ele quis se livrar.

A grande verdade é que, seja você um defensor, ou seja você um crítico dessa prática milenar, o fato é que não há nenhum estudo cientifico capaz de embasar positivamente a urinoterapia como sendo benéfica ao organismo humano. E justamente por isso, fica difícil dar o veredicto sobre se a prática é ou não de fato boa para as pessoas. E você, o que acha? Já pensou em tomar um copo de sua própria urina pela manhã?

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados