Colégio Web

A importância da Aromaterapia

Publicidade

Aproximadamente há 5000 a.C, encontra-se registro das evidências do uso das plantas medicinais com o propósito de curar, amenizar doenças e aromatizador.

No antigo Egito, conforme relatos da história, o Faraó usava substâncias aromáticas (perfume) para a guerra, para o amor, para a meditação e assim por diante. Os sacerdotes utilizavam as substâncias aromatizadas para fazer perfumes e medicamentos. Os egípcios usavam óleos e bálsamos nas técnicas de embalsamamento. Acreditavam que os corpos duravam por muito mais tempo.

Por volta de 460 a.C, Hipócrates é considerado o “pai da medicina” por acreditar que as doenças tinham cunho natural, como fatores ligados ao corpo e a mente e não por castigo dos deuses. Ele revolucionou a medicina com as suas descobertas.

Por volta dos séculos XVIII e XIX, as ervas e os óleos essenciais eram muito usados na medicina tradicional. Usavam as ervas aromáticas para inalar agindo como propriedades antissépticas. Já no final do século XIX, as ervas aromáticas eram produzidas sinteticamente.

Mais tarde, muitos pesquisadores, psicólogos, médicos se interessaram pelo estudo das ervas medicinais e seus efeitos.

Por volta de 1950, o médico francês, Dr. Jean Valnet, começou a usar os óleos essenciais como agentes de cura em infecções experimentando em soldados feridos. Em 1964, ele publicou o livro “Aromatherapy”.

Nessa mesma ocasião, Marguerite Maury, bioquímica austríaca observou o uso dos óleos essenciais na absorção da pele introduzindo e desenvolvendo técnicas para massagem em todo o corpo. Surgia a aromaterapia, difundida e utilizada em todo o mundo.

O que é Aromaterapia

Atualmente, a Aromaterapia é vista como uma atividade terapêutica, realizada por profissionais na área da saúde que usam óleos essenciais para ajudar e proporcionar qualidade de vida e saúde para as pessoas.

A aromaterapia é uma medicina complementar agindo de forma a complementar a manutenção da saúde de cada indivíduo. Ela não faz diagnóstico; cuida de certos sintomas. Somente um profissional especializado pode realizar qualquer diagnóstico. Doenças sérias precisam de acompanhamento médico especializado.

A Aromaterapia atua juntamente com os Florais de Bach, a Fitoterapia, a Acupuntura, a Quiropatia, a Homeopatia entre outras.

Aromaterapia

O profissional que atua no campo da aromaterapia é o aromaterapeuta. Ele deve atuar seguindo todos os preceitos da sua atividade, exercendo-a de acordo com os procedimentos legais, executando suas atividades de forma a respeitar o seu trabalho.

Atualmente, muitos aromas são produzidos de forma sintética na produção de cosméticos, materiais de limpeza, produtos de beleza, entre outros.

É muito importante saber a origem dos óleos essenciais para que se possa obter o resultado esperado do tratamento.

Os benefícios da Aromaterapia

A aromaterapia com a ajuda dos óleos essenciais auxilia no tratamento do estresse, é utilizada como calmante e estimulante, revigorante, relaxante, possui ação anti-inflamatória, antibactericida, germicida, anticonvulsiva, depurativa, adstringente, regeneradora, atua na cura de problemas na pele, harmoniza os níveis físico, mental, emocional e espiritual.

Alguns óleos essenciais: Lavanda, Camomila Romana, Camomila Alemã, Bergamota, Gerânio, Myrrha, Rosa, Laranja, Petit Grain, Limão, entre outros muitos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados