Colégio Web

Baixa imunidade – Sintomas e Prevenção

A baixa imunidade pode ser resultado de diversos problemas em nossas vidas. Portanto, conheça os sintomas e veja como prevenir essa queda da imunidade!

Publicidade

Gripes e resfriados são oportunistas, ou seja, são doenças que ficam esperando uma brecha para atacar. Essa oportunidade é o nosso descuido com a nossa saúde, com a nossa alimentação, com o nosso bem-estar.

O cotidiano é agitado e nem sempre percebemos esses descuidos. Apenas percebemos essa nossa fragilidade quando sentimos alguns alertas do nosso corpo com sensações estranhas como cansaço, desânimo, mal-estar, dores no corpo e dores musculares, febre, entre outras sensações dando sinais de que alguma coisa em nosso organismo está errada.

Muitas vezes, comprometemos o nosso sistema de defesa causando uma série de doenças prejudiciais ao nosso organismo.

Quando descuidamos da nossa saúde, diversos microrganismos invadem o nosso sistema imunológico e começam a desenvolver doenças, que muitas vezes podemos evitá-las. Você sabe como evitar a queda de imunidade em nosso organismo? Quais são os sintomas da imunidade baixa? Vamos entender mais sobre o assunto!

Sintomas de baixa imunidade

São muitos os sinais de baixa imunidade como queda de cabelo, unhas fracas, estresse, gripes e resfriados frequentes. A utilização e processos de quimioterapia, como o consumo de bebida alcoólica, a ausência de atividade física, o sedentarismo, o uso de drogas e a má alimentação levam o nosso organismo a perda de grande quantidade de proteínas, sinalizando baixa imunidade também.

Queda da Imunidade

Prevenção para a baixa imunidade

Para aumentar a imunidade, devemos ingerir os nutrientes específicos para a manutenção da nossa saúde. Os nutrientes necessários para o aumento da imunidade são encontrados em alimentos que possuem a vitamina C e o zinco, além de outros nutrientes como as vitaminas do complexo B e minerais, que aumentam a absorção do sistema metabólico.

Esses nutrientes podem ser retirados dos alimentos como as frutas, as verduras, os legumes, os grãos, as carnes, os ovos, os peixes, as aves e os laticínios em geral ou ainda em alguns casos mais graves, por meio de medicamentos e suplementos.

Sendo assim, você já pensou em mudar os seus hábitos alimentares e colorir as receitas e pratos do seu cotidiano?

A alimentação é muito importante para deixar de lado as gripes e os resfriados que podem aparecer nas horas mais indesejáveis, como a tal reunião importante com empresários estrangeiros, a avaliação que garante a vaga de uma promoção, o dia da prova da faculdade, entre outros. Lembre-se da Lei de Murphy e se previna!

É importante salientar que aconselhamos a alteração de hábitos alimentares com a ingestão de alimentos frescos e orgânicos, para um melhor aumento da imunidade protegendo o nosso organismo de agentes nocivos a nossa saúde.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados