Colégio Web

O que é versificação?

1Amor é um fogo que arde sem se ver

Publicidade

Amor é um fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói, e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se e contente;
É um cuidar que ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Luís Vaz de Camões, in “Sonetos”

Este é um dos mais famosos poemas de Luís Vaz de Camões, ícone da Literatura Portuguesa. E é um poema versificado. Mas, o que vem a ser versificação? É uma particularidade, um talento de alguns hábeis poetas que, além de falar das coisas belas, também são considerados versejadores.

A versificação é uma técnica de estudo e produção de versos, como bem indica o nome. O ritmo poético dessa técnica é marcado pela repetição. Há poetas que não conseguem ser bons versejadores. E, para não fazer confusão, também há versejadores que não considerados bons poetas. Não é o caso do Luís Camões. A poesia, de acordo com os especialistas, também é um dom. Alguém que nasce com esse dom, provavelmente enveredará como poeta. Já quem desejar dominar a arte de versejar, pode partir para técnicas e estudos. Até porque é uma espécie de arte.

Sobre a vida de Camões pouco se sabe, mas sua obra deixa claro que ele foi uma das maiores figuras da Literatura em Língua Portuguesa. O ato de versejar exige alguns critérios. Eles são muito bem definidos e permitem diferentes combinações. Observe abaixo. É o caso das sílabas: precisam de um número fixo. A sílaba forte ou tônica e as sílabas átonas são bem distribuídas.

Os aspectos de cesura, aliteração, rima, encadeamento e paralelismo também estão em toda a construção do poema versificado.

Versejadores brasileiros

2E quem seriam os versejadores brasileiros? No rol dos mais famosos e talentosos están ninguém menos que Olavo Bilac. Um importante marco para a Literatura Brasileira, que era apaixonado pela versificação. Foi ele quem se dedicou para a construção de muitos poemas com essa técnica, mesmo não tendo sido reconhecido como um poeta das emoções. Talvez justamente por prezar a técnica em si. Mas isso não diminui em nada o seu valor enquanto representante das letras brasileiras.

Na verdade, todos aqueles que se dedicam às letras contribuem de forma muito particular. As gerações passadas dos poetas brasileiros representam uma excelente contribuição para a literatura mundial. Também é importante ressaltar que a poesia é uma arte libertadora e que justamente por isso não condena ou privilegia grupos seletos. Se há um dom poético e se esse reconhecimento passou por quem entende do assunto, esse poeta será consagrado sim. Ainda que ele tanto quanto muito goste apenas de versejar. E você, já experimentou? Está interessado na técnica?

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados