Colégio Web

Como estudar Matemática para o ENEM

Publicidade

Embora muitos alunos não tenham exatamente uma boa relação com a ciência exata, a prova do Enem, certamente, abordará diversos temas relacionados à essa área do conhecimento. Portanto, é importantíssimo que os candidatos tentem vencer esse bloqueio, para se relacionar melhor com esse conteúdo e, assim, encarar a prova de matemática com mais simplicidade.

Um aspecto positivo é o de que o Enem não é um Exame conteudista, mas, sim, tenta aplicar o conceito de interdisciplinaridade e contexto. Assim, os enunciados das questões, muitas vezes, se relacionam a problemas do dia-a-dia, aproximando o candidato desse conhecimento.

A prova é composta por um conjunto de 45 questões bastante descomplicadas, que apresentam suas soluções, não raro, contidas no próprio enunciado. Essa é a forma encontrada pela banca, para avaliar a leitura e interpretação do candidato, mesmo numa prova de cunho exato. Logo, conhecimento sobre assuntos atuais é, como sempre, indispensável.

Evidentemente, aspectos como leitura de gráficos e tabelas serão cobrados, mas isso também ocorrerá em disciplinas como geografia, por exemplo, ou seja, a matemática passa a ser tratada como qualquer outra área do conhecimento.

O que estudar de matemática para o ENEM?

Como estudar Matemática para o ENEM

A ordem numérica de apresentação das questões é uma organização feita pela banca, não precisa ser seguida por você, candidato. Assim, as questões mais fáceis deverão ser realizadas logo, primordialmente, com a solução de problemas dentro de assuntos assimilados. Jamais perca muitos – e preciosos – minutos para fazer uma só questão, afinal, há muitas outras para resolver, e o tempo, realmente, é implacável.

Assim, alguns dos principais tópicos cobrados nas provas do Enem são

  • Conjuntos numéricos e suas respectivas operações: esse é um dos tópicos de maior interesse nos Exames Nacionais. Sejam Racionais, Inteiros, Naturais, Irracionais, entre outros, o conhecimento sobre o cálculo com esses números é muito importante, para que se possa não perder tanto tempo com essas questões, fazendo assim com que o candidato possa seguir para as seguintes;
  •  Regra de três, juros, porcentagem, razões, proporções e outros, também são recorrentes na prova de matemática do Enem. Embora aparentemente simples, há sempre ‘pegadinhas’ nos enunciados e o estudante tem de ficar atento;
  • Geometria, tanto plana quanto espacial, é muito vista nas provas. Na maior parte das vezes, para que um candidato se saia bem nessa prova, basta somente reconhecer os sólidos e identificá-los, bem como suas planificações e propriedade;
  • Funções e gráficos: função exponencial, quadrática, logarítmica são as mais frequentes, embora, em anos recentes também tenham ocorrido inequações, equações e funções trigonométricas;
  • Estatística, probabilidade, análise combinatória. Nesse caso, o candidato deve saber técnicas de contagem e fazer boas análises de enunciados, para obter os dados corretos para construir a solução. Nesse tipo de enunciado, é fácil fazer com que o estudante se confunda e ache que outros dados são importantes, mas só servem para distrair e conduzem a uma resposta inadequada, ao final;
  • Álgebra linear se faz presente em temas como Sistemas de equações, Plano Cartesiano, Retas e circunferências; Progressões aritméticas e geométricas são conteúdos de praxe, no campo do raciocínio lógico sequencial.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados