Colégio Web

Os Axiomas de Zurique – Análise de um livro de sucesso de economia

Publicidade

Uma das grandes falhas das escolas atualmente é que eles não ensinam finanças pessoais básicas para as crianças. Por isso vemos tantos alunos endividando-se no futuro, justamente porque não tiveram uma boa base relacionada a isso. Se isso não fosse o suficiente, os pais não ajudam, pois todos colocam o dinheiro como problema, e não, solução.

O ColégioWeb, então, ajudará você a tomar um rumo certo em relação a economia. Hoje, nós analisaremos um dos melhores livros de investimento, a bíblia para muitos economistas: os Axiomas de Zurique.

O livro trata sobre investimentos com outro olhar. Ele tenta mostrar por que os suíços são os melhores investidores, auxiliando a todos que queiram entrar neste cenário que pode enriquecer e levar a todos para a independência financeira.

3 lições de “Os Axiomas de Zurique”

Os Axiomas de Zurique

Em um livro relativamente curto, muitos aprendizados podem ser tirados. Dentre tantos axiomas, ou leis, as mais decisivas você pode conferir abaixo. Estes são aqueles que marcam o livro e o tornam tão bem quisto pela mídia especializada e pela população.

Confira abaixo e comente com a sua opinião. Novas perspectivas são sempre bem-vindas, então, esperamos você!

1# – Arrisque sempre que possível

Para o autor, o segredo dos suíços está em arriscar bastante. Não existe nada certo na Bolsa de Valores. Um exemplo que ele dá é da General Motors, que alcançou ótimos preços, era recomendada por todas as corretoras e no fim, caiu, e até hoje nunca mais voltou ao antigo patamar. Isso mostra como até mesmo o que parece certo, pode dar errado!

A saída então é, mais do que nunca, especular. Faça análises fundamentalistas, vá em empresas que estão na contramão do mercado e arrisque. Você pode ganhar muito dinheiro ou perder um pouco, mas sempre vale o risco.

2# – Não confie em analistas de mercado

Durante a obra inteira, o autor bateu na tecla de que ninguém vê o futuro, ou seja, ninguém sabe o que vai acontecer amanhã. O problema é que muitas pessoas acreditam piamente no que os analistas de mercado dizem somente porque se dizem “especialistas”.

Segundo ele, muitas vezes os melhores investimentos são aqueles que passam despercebidos ou são tremendamente banalizados pelas corretoras. É importante, então, confiar nos seus estudos, intuição fundamentada e partir pra dentro! Esqueça os “sabe-tudo”.

3# – Não tenha medo de sair de um mau negócio

Uma das histórias mais marcantes e chocantes do livro é sobre uma mulher que ganhou herança e decidiu colocar o dinheiro na Bolsa de Valores para viver dos dividendos. Até aí, tudo certo, alias, uma ótima escolha!

Ela pecou quando decidiu colocar na Ford, pois tinha relação com membro de sua família. Apesar de o começo ter sido ótimo, as cotações foram caindo e ela acreditava que o destino poderia virar. Não aconteceu nada, a não ser cair mais ainda! Quando ela viu, os dividendos eram mínimos e tinha perdido boa parte do seu patrimônio.

O autor diz que não podemos ser cabeça-dura de ficar em um mau negócio apenas por ter otimismo ou fé. O ideal é sair quando começar a ficar feio para amargar pequenas perdas.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados