Colégio Web

Como foi o descobrimento da Nova Zelândia?

Publicidade

Um país insular localizado na porção sudoeste do Oceano Pacífico, a Nova Zelândia é um destino exótico que atrai cada vez mais turistas, especialmente de países com os Estados Unidos.

Nos últimos anos, no entanto, o país tem atraído uma boa quantidade de turistas brasileiros, que buscam pelo turismo radical e ecológico, que é muito forte neste país, que é vizinho da Austrália e que está próximo da Antártida.

Por isso, neste artigo, nós vamos conhecer um pouco da História que conta como foi o descobrimento da Nova Zelândia, este país realmente impressionante e repleto de belezas naturais de tirar o fôlego.

Antes dos europeus

Como foi o descobrimento da Nova Zelândia

A Nova Zelândia, segundo alguns estudos e pesquisas sugerem, foi a última das grandes massas de terra que foi colonizada por seres humanos, já que datações por carbono e outras evidências indicam que os primeiros seres humanos antes dos europeus chegaram somente entre 1250 e 1300.

Os primeiros seres humanos que chegaram à Nova Zelândia muito provavelmente vieram da Polinésia, numa rota que passou pelas principais ilhas do Pacífico Sul, até chegar à costa leste do país.

Os primeiros europeus

No entanto, a chegada dos europeus, em termos históricos, acabou não demorando, já que os primeiros exploradores do velho continente chegaram à Nova Zelândia em 1642, quando o explorador holandês Abel Tasman atingiu a região.

No entanto, como os primeiros contatos foram hostis e mal sucedidos, resultando inclusive em mortes, os europeus acabaram por não voltar à Nova Zelândia até 1769, quando o lendário explorador britânico James Cook chegou ao local.

Sua expedição, entre outras coisas, serviu para mapear praticamente todo o litoral da Nova Zelândia, com registros que foram muito úteis aos exploradores que chegariam depois dele.

Zelandia Nova

Ações do governo britânico

Depois de Cook, muitos outros exploradores passaram a visitar o litoral da Nova Zelândia, em busca de baleias ou focas, o que durou até 1832, quando o governo britânico começou a tomar ações para assumir o controle da região em definitivo e espantar os exploradores e caçadores de outras nações de seu litoral.

A primeira medida foi nomear, em 1832, James Burby o Residente Britânico para a Nova Zelândia, num ato que aproximou ainda mais o Reino Unido do país do Pacífico Sul.

No entanto, foi após o anúncio de soberania da França, que as Tribos Unidas da Nova Zelândia emitiram uma declaração destinada ao governo britânico e ao rei Guilherme IV do Reino Unido pedindo proteção.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados