Colégio Web

Hemofilia

Publicidade

É o nome que se dá a várias doenças genéticas hereditárias que impede o corpo de controlar sangramentos. Algumas deficiências genéticas podem fazer com que a coagulação do sangue diminua, comprometendo assim a coagulação sanguínea. Quando um vaso sanguíneo é rompido, o coágulo não se forma, e o vaso continua a sangrar por um bom tempo. Se caso ocorrer um corte na pele, esse sangramento poderá ser externo, já se for em órgãos, músculos ou articulações, o sangramento será interno. 

A pessoa que sofre desta doença é chamada de hemofílico, existem três tipos de hemofilia

– Hemofilia A: Ou hemofilia clássica, é caracterizada pela falta de globulina anti-hemofílica.
– Hemofilia B: Ou doença de Christmas, é caracterizada pela falta do fator hemofílico B.
-Hemofilia C : É definido por um gene autossômico dominante que não esta relacionada com o sexo, e é caracterizado pela falta do fator denominado PTA. 

A hemofilia, apesar de ser uma doença congênita, ou seja, aquelas que são adquiridas antes ou até mesmo depois do nascimento, no primeiro mês de vida, ela poderá surgir e famílias que não tenham caso de comprovado de hemofilia. 

Não existe cura para a hemofilia, existe um tratamento com aplicações de injeções regulares de coagulação. Existem alguns hemofílicos que criam anticorpos inibidores que são contra os fatores que são dados através do tratamento, contudo o hemofílico pode levar uma vida normal.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados