Colégio Web

Drogas Inalantes

1Os inalantes representam um tipo de droga muito comum e usada por moradores de rua. Também chamada de cola de sapateiro, leva a sensações de euforia e quadros de excitação. A perturbação auditiva, visual e mesmo a alucinação são muito frequentes quando usada tal substância. No momento em que ocorrem aspirações reiteradas vezes dos solventes, podem acontecer situações de destruição dos neurônios. Tal quadro leva a perdas de reflexo, dificuldade com a memória e concentração.

Publicidade

Grande parte dos inalantes acabam desencadeando quadros de depressão no sistema nervoso central (SNC), com prejuízos agudos e bem parecidos com aqueles decorrentes do álcool. O que ocorre na verdade é que muitos dos usuários de inalantes vão usar outras drogas de forma concomitante. O efeito sedativo do inalante quando combinado com o álcool pode levar a casos de morte súbita.

O quadro de sintomas quando ocorre uso de inalantes começa com um processo de desinibição. A excitação é frequente, mas logo em seguida o indivíduo passa a sentir falta de coordenação motora, vertigens e desorientação. Fraquezas musculares, alucinação e quadro rápido de coma também acontecem. O uso de tal substância pode levar à rápida morte, pois os ritmos cardíacos sofrem influência direta. É a chamada síndrome da morte súbita decorrente de inalação.

No coração, o efeito é mais rápido e provável especialmente se o nível de adrenalina subir em função da corrida, medo ou excitação. O fluocarbono disponível na atualidade, especialmente aqueles que estão presentes no extintor de incêndio ou mesmo num gás anestésico são os principais detonadores da síndrome da morte súbita que ocorre tantos em asfixias quanto em aspirações por meio de recipientes fechados.

Como o inalante age no organismo?

Quando inalado o vapor das substâncias, ocorre o bloqueio do oxigênio na região dos pulmões. Com o término do oxigênio, não havendo condições de detectá-lo no cérebro, temos o processo de intoxicação instalado a partir do efeito sedativo dos inalantes. Quando o indivíduo sobrevive a esse processo, pode ocorrer um dano cerebral permanente.

O nitrito, a exemplo do amil nitrito, acaba sendo uma exceção entre os inalantes porque não consegue deprimir o sistema nervoso central. Há um relaxamento do vaso sanguíneo que provoca queda na pressão, leve sensação de tontura e vertigem. É como se fosse o famoso “baratinho” que algumas pessoas dizem sentir ao fazer uso do inalante. No caso do nitrito, o uso está bastante associado ao fato dessa substância elevar o nível de prazer sexual.

2 . Quando chega aos pulmões, espalha-se rapidamente pelos vasos sanguíneos. O tempo que leva para chegar ao cérebro é muito rápido. Até mesmo a medula óssea acaba sendo atingida por tais efeitos, já que o inalante age na insuficiência dos glóbulos vermelhos. Daí a existência de fadigas crônicas entre os usuários. Em último momento, rins e fígados também acabam sendo atingidos. Tal fato leva a dificuldades na liberação de toxinas e no próprio metabolismo.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados