Colégio Web

Nutrição das plantas

1O mecanismo de nutrição dos vegetais é autotrófico, ou seja diferentemente dos animais não há heterotrofia. Enquanto o animal consegue o alimento a partir da ingestão de outro ser vivo, a planta consegue fabricar seu próprio alimento. É uma matéria orgânica também composta pelo gás carbônico que recebe do ar, água e sais minerais retirados do solo.

Publicidade

É um tipo de nutrição inorgânica que passa por um processo de absorção do nutriente mineral essencial para que a planta se desenvolva. Tais nutrientes estão nos substratos da planta que pode estar vivendo na água, solo ou mesmo em locais aéreos.

As absorções são realizadas a partir da raiz e, em alguns casos, até mesmo pelas folhas. Quando ocorre absorção radicular, ela se dá por meio das zonas pilíferas. Nessas regiões, as superfícies de absorção são ampliadas em função da existência de um tipo de pelo absorvente no local.

Macronutrientes e micronutrientes

2No momento em que um nutriente é usado em maior quantidade por um determinado vegetal, passa a ser chamado de macronutriente. De outro modo, quando utilizado em menor quantidade, passa a ser denominado de micronutriente. Esses dois termos não estão relacionados com o tamanho do nutriente, mas com a quantidade em que são usados.

Para exemplificar, observe abaixo o tipo de alguns nutrientes e seus papéis fisiológicos.

Nitrogênio (N): atua como importante elemento da síntese protéica e dos ácidos nucléicos.
Fósforo (P): age como importante aliado na síntese de ATP e de ácidos nucléicos.
Potássio (K): relacionado às trocas iônicas entre a célula e o meio; está envolvido com os movimentos de abertura dos estômatos.
Enxofre (S): usado para a síntese de aminoácidos essenciais.
Magnésio (Mg): componentes da molécula de clorofila.

Um vegetal não se desenvolve normalmente se não obtiver os nutrientes que são necessários para o seu crescimento.

Os nutrientes indispensáveis são absorvidos pelas plantas em quantidades específicas, de acordo com o que é preciso para o seu desenvolvimento. Os mesmos podem ser encontrados nos solos, sendo que somente alguns podem ser absorvidos pela planta.

As plantas não necessitam somente de hidrogênio, oxigênio e carbono, mas também de altas quantidades de azoto, fósforo, potássio, enxofre, cálcio e magnésio, que são denominados macronutrientes.

No entanto, necessitam de baixas quantidades de boro, manganês, zinco, cobre molibdênio, ferro e cloro, que são denominados micronutrientes.

Além destes nutrientes que são essenciais, há alguns outros que servem de complemento para o crescimento vegetal da planta, que é o Cobalto (Co) e o Alumínio (Al), e outros que podem ser substituídos por outros elementos que é o Estrôncio (Sr) e o Cálcio (Ca).

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados