Colégio Web

Pesquisa afirma que sono ajuda na memória

As lembranças, consideradas emocionalmente mais significativas deverão ganhar um maior destaque.

Publicidade

Recentemente foi realizada uma pesquisa por estudiosos da Universidade de Harvard e também do Boston College nos Estados Unidos, mostrando assim que o sono influencia de forma direta no armazenamento dos fatos que são guardados ou excluídos de nossa memória, tudo isto ainda ocorre de acordo com a significância emocional que elas devem apresentar.

Pesquisa afirma que sono ajuda na memória

Durante a pesquisa, foi possível perceber que na prática, um período de sono auxilia o cérebro na hora de guardar lembranças emocionais e excluir as lembranças que podem ser consideradas mais neutras. A partir disto, os resultados foram alcançados depois de vários tipos de testes realizados com 88 estudantes universitários.

Como foi executada a pesquisa?

Saiba que todos os participantes presenciaram cenas onde apresentavam objetos neutros, como por exemplo um carro estacionado em frente de algumas lojas, além de cenas que traziam objetos com uma aparência negativa, como por exemplo um carro estraçalhado e estacionado em uma rua parecida.

Para que pudesse verificar o impacto do sono na seleção de memória, pesquisadores dividiram participantes em grupos. Onde um deles passou por testes de memória, durante o dia, mas depois de 12 horas acordados. Um segundo grupo passou por um mesmo teste, onde depois de 12 horas noturnas, incluíram um período normal de sono. Além disto, os estudantes de terceiro grupo acabaram sendo submetidos a um teste de memória depois de 30 minutos que puderam presenciar as cenas.

Pesquisa afirma que sono ajuda na memória

Os resultados foram surpreendentes, e apontaram que a grande maioria dos estudantes do grupo inicial, que realizaram o teste depois de 12 horas acordados, não se lembrou de aspectos negativos das imagens, bem como teria esquecido dos objetos neutros. Depois de um período de sono, a maioria das pessoas lembraram dos objetos negativos, a precisão de detalhes também foi a mesma relatada pelos estudantes que passaram por um teste meia hora depois de verem as imagens.

Foi concluído então que a cena lembrada tinha maior impacto emocional, e isto era priorizado pelo cérebro durante o sono, o que demonstra que o sono ajuda na seleção das memórias.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados