Foi divulgado dia 29 de junho através de uma nota á imprensa que o Inep deverá reembolsar os participantes do Enem, o que por erro de digitação acabaram pagando um valor diferenciado na taxa de inscrição superior ao valor de R$ 82.

INEP afirma que vai reembolsar pessoas que pagaram a mais por taxa de inscrição do Enem

Esta tomada de decisão ocorreu após uma repercussão do caso do Jornalista Lenilson Guedes, que acabou pagando um valor de R$ 820 para realizar a inscrição do seu filho, Leonardo Guedes para participar do Enem 2017.

Entenda um pouco mais sobre a situação

Na data de 25 de maio de 2017, o jornalista Lenilson Guedes se dirigiu a uma unidade do Banco do Brasil para realizar um pagamento de taxa de inscrição de seu filho junto ao Enem 2017. Poucos dias depois ele acabou visualizando seu extrato, e viu que ao invés de digitar o valor de R$ 82, colocou um zero a mais na taxa de inscrição, e acabou pagando o valor de R$ 820.

Ele então se dirigiu ao banco para tentar ter o dinheiro de volta, e foi devidamente informado que o valor havia sido repassado ao Inep, e que por este motivo, apenas poderia conseguir os valores de volta solicitando isto ao órgão.

Lenilson acabou entrando em contato com o Inep, encaminhando diversos e-mails, ligando para o telefone, mas que ninguém conseguiu o ajudar para resolver este problema, e acabou ficando desesperado pois precisava do dinheiro.

INEP afirma que vai reembolsar pessoas que pagaram a mais por taxa de inscrição do Enem

Por não ter recebido a resposta, no dia 22 de julho Lenilson entrou em contato com o MEC e recebeu um retorno, onde o valor referente a taxa de inscrição não seria devolvido de forma alguma, com exceção ao cancelamento do exame.

Guedes então entrou na justiça esperando receber de volta o dinheiro, para Guedes a divulgação e repercussão do caso, negativamente na imprensa, acabou motivando uma postura do Inep, caso tenha ocorrido uma situação parecida com você, encaminhe a solicitação para o e-mail [email protected]