Colégio Web

França proíbe celular dentro das escolas

Retorno das férias está sendo marcado por uma série de mudanças no país europeu.

Publicidade

Os estudantes franceses estão retornando para a rotina de aulas depois dos dois tradicionais meses de férias de verão no hemisfério norte. E os alunos estão se deparando com uma série de mudanças promovidas pelo ministro da Educação, Jean-Michel Blanquer. Uma das principais é a proibição do celular dentro das escolas.

França proíbe celular dentro das escolas

A lei que está em vigor foi aprovada no mês de julho pelo Parlamento. De acordo com o texto, os alunos não podem mais levar para dentro das escolas celulares e qualquer outro tipo de equipamento que tenha conexão com a internet, como tablets e relógios. Os diretores dos estabelecimentos terão a liberdade de decidir algumas exceções, mas apenas para “uso pedagógico”.

Além disso, a lei deixa claro que cada instituição terá total liberdade para decidir a forma como o banimento dos celulares será feito. Os diretores podem instalar armários para que os telefones sejam depositados na entrada ou apenas impor que os celulares sejam desligados. Em algumas escolas, os professores são autorizados a confiscar os aparelhos.

França proíbe celular dentro das escolas

Além disso, uma outra mudança promovida é a redução do tamanho das turmas dentro das escolas que ficam em regiões consideradas como menos desfavorecidas na França. De acordo com as informações, essas turmas passarão a ter apenas 15 alunos, ao invés dos 30 que habitualmente podem ser encontrados.

Para corrigir as dificuldades que muitos alunos apresentam na escrita, o ministério da educação também está implementando um programa de ditados diários para os alunos menores. A ideia é que os estudantes consigam dominar o francês, um idioma que conta com uma série de particularidades na escrita, e também  aos filhos dos imigrantes, já que muitos acabam não falando francês dentro de casa.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados