Colégio Web

Buscas por intercâmbio após ensino médio crescem no Brasil

Pesquisa afirma que 3 em cada 10 brasileiros que estudam no exterior já são formados no ensino médio.

Publicidade

Uma pesquisa realizada pela Belta, associação nacional das agências de intercâmbio, revela que a quantidade alunos já formados no ensino médio e que procuram por continuidade em seus estudos no exterior está aumentando no Brasil. De acordo com o que foi revelado pela instituição, 3 em cada 10 brasileiros já se graduaram no ensino médio antes de ir para fora do país estudar.

Buscas por intercâmbio após ensino médio crescem no Brasil

Nos últimos dois anos, a quantidade de intercambistas que estão na faixa entre 18 e 21 anos mais que dobrou, passando de 40,2 mil, em 2015, para mais de 90,9 mil em 2017. Algumas mudanças de comportamento também estão sendo percebidas na pesquisa. Por exemplo, em 2015, a faixa etária com a maior procura era entre adultos de 30 a 39 anos (23,8%). Agora, parece haver um adiantamento neste tipo de investimento.

“A graduação em outros países já é vista como uma realidade mais próxima para os brasileiros. Outra procura grande é a de quem quer fazer um curso de curta duração para vivenciar outra cultura, ter mais liberdade. Muitos querem fazer um gap year antes de ingressar na faculdade para amadurecer a decisão”, afirma Maura Leão, presidente da Belta.

Buscas por intercâmbio após ensino médio crescem no Brasil

A grande maioria dos brasileiros que vão estudar no exterior ainda buscam por cursos de idiomas, representando 46,4% dos intercambistas. Já o índice de pessoas que procuram por cursos de graduação é de 12,1%. Os cursos de curta duração também aparecem como a grande preferência dos brasileiros, sendo que a maior procura é pelos cursos que furam até um mês.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados