Colégio Web

Entenda o que eram as tréguas de natal durante a Primeira Guerra Mundial

Saiba mais sobre a história sobre a trégua de natal da Primeira Guerra Mundial.

Publicidade

Não há dúvidas de que você já ouviu sobre a famosa trégua de natal que ocorria entre os soldados alemães e britânicos na Primeira guerra Mundial. O evento este ano completa 100 anos, e por isso, que tal conhecer detalhes sobre esta curiosa situação.

Entenda o que eram as tréguas de natal durante a Primeira Guerra Mundial

Testemunho histórico sobre a trégua de Natal

Em uma carta recentemente descoberta, é possível visualizar que foram os alemães que tiveram esta iniciativa de pedir por trégua, esta combinada devido a coragem de um dos soldados britânicos que de forma brava saiu das trincheiras para selar acordo de paz temporária. Após isto, os inimigos esqueceram as suas diferenças e se reuniram na chamada terra de ninguém, onde se cumprimentavam, compartilhavam cigarros, jogavam futebol, cantavam hinos de natal e trocavam presentes.

Muitos se sentiam relutantes em aderir a trégua por medo dos alemães não resistirem á tentação de atirar contra generais. Isto inclui na carta uma passagem interessante onde um dos soldados contou que havia fumado com o melhor atirador do exército alemão, este um garoto com não mais de 18 anos, que havia matado sozinho mais homens do que 12 soldados juntos.

Muitos relatos estão sendo descobertos

Entenda o que eram as tréguas de natal durante a Primeira Guerra Mundial

Além desta carta recentemente descoberta, existem muitos relatos sobre a trégua de natal de 1914 que acabou descrevendo com detalhes como que os inimigos comemoravam nas trincheiras. A partir de diversos testemunhos, acredita-se que os historiadores tiveram este evento proposto na véspera de natal com pelo menos 48 horas de duração, apesar de existirem registros apontando que a trégua foi mais longa em outros pontos das trincheiras.

A trégua ocorreu após as tropas alemãs decorarem os arredores das trincheiras com velas e árvores de natal na região de Ypres na Bélgica.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados