Publicidade

Compositor boêmio nascido em Litomysl, na Boêmia, hoje na República Tcheca, fundador da escola nacional de música tcheca. Orientado de início pelo pai, violinista amador, logo começou a ter aulas de piano e deu seu primeiro concerto aos seis anos de idade. Mais tarde, tornou-se professor e, encorajado por Liszt, abriu uma escola de piano em Praga (1848). Primeiro compositor de destaque da corrente nacionalista da Boêmia. Compôs para piano a maior parte de suas obras, que constituem importante contribuição ao repertório pianístico.

Sua primeira obra notável foi o sombrio trio para piano e cordas (1855), escrito após a morte do filho. No ano seguinte, compôs seu primeiro poema sinfônico e tornou-se regente (1856-1861) da sociedade filarmônica de Göteborg, Suécia. Assumiu, então (1866), a direção da orquestra da Ópera Nacional de Praga onde, no mesmo ano, compôs Prodaná nevesta, sua obra-prima, que viria a tornar-se a ópera nacional dos tchecos e, depois, Dalibor (1868). Sifilítico e surdo, deixou a direção da orquestra (1874) e dedicou-se apenas à composição. Ainda obteve sucesso internacional com o poema sinfônico Má vlast (1874-1879) e com o quarteto de cordas Z mého zivota (1876). Após crises de depressão e sintomas de desequilíbrio mental, foi internado em um asilo em Praga, onde morreu.