Digite o que você quer buscar:  
Home » Trabalhos Escolares » Química » Equilíbrio Molecular » Nomenclatura para hidrocarbonetos
01/06/2012 10:20

Nomenclatura para hidrocarbonetos

Aumentar fontes para melhor leitura Diminuir fontes para melhor leitura

São eles:

1 carbono:

CH3 - (metil(a))

2 carbonos:

CH3 – CH2 – (etil)

3 carbonos: 

CH3 – CH2 – CH2 – (n-propil)

4 carbonos:

CH3 – CH2 – CH2 – CH2 – (n-butil)

CH3 – CH2 – CH – (sec butil)

|

CH3

5 carbonos:

CH3 – CH2 – CH2 – CH2 – CH2 – (n-pentil)

CH3 – CH – CH2 – CH2 – (iso-pentil)

|

CH3

Alquenilas

São radicais monovalentes derivados de alcenos (alquenos).

São eles: 

2 carbonos:

CH2 = CH – (etenil ou vinil)

3 carbonos:
CH2 = C – (iso-propenil ou iso-alil)

|

CH3

CH2 = CH – CH2 – (propenil ou alil)

Radicais cíclicos

São radicais cuja valência livre encontra-se num carbono pertencente a um ciclo saturado.

São eles:

Radicais arilas

A valência livre encontra-se num carbono pertencente a um núcleo aromático. São eles:

 Nomenclatura para hidrocarbonetos

Veremos agora algumas regras para nomenclatura de todos os hidrocarbonetos estudados seguindo as normas da IUPAC (União Internacional de Química Pura e Aplicada).

Para dar nome a um composto com cadeia ramificada, damos os seguintes passos:

a) Determinamos a cadeia principal e seu nome.

b) Numeramos os carbonos da cadeia principal.

c) Identificamos o(s) radical(ais) e sua localização.

Localização dos radicais na cadeia principal

A localização dos radicais deve ser dada pela numeração dos carbonos da cadeia principal, segundo as regras já estudadas.

Iniciar pela extremidade mais próxima da característica mais importante dos compostos, na ordem:





Recomendados para você

Comentários

Ajude a manter o Colégio Web

Ajudamos milhões de estudantes, todos os meses, levando conteúdo educacional de graça. Faça uma doação e ajude a manter o projeto. Clique no botão ao lado.