Digite o que você quer buscar:  
Home » Trabalhos Escolares » História » Renascimento e Reforma » O Renascimento Italiano
01/06/2012 10:03

O Renascimento Italiano

Aumentar fontes para melhor leitura Diminuir fontes para melhor leitura

2. O Renascimento Italiano 

Fatores econômicos 

O Renascimento surgiu na Itália graças á prosperidade das cidades de Veneza, Gênova, Florença, Roma entre outras adquiriram riquezas com o desenvolvimento do comércio no Mediterrâneo. 

Com o desenvolvimento econômico das cidades italianas, surgiu uma rica burguesia mercantil que, em seu processo de afirmação social, procurava ser o centro da nova sociedade e se transformava em "mecena", protetora da arte. 


Catedral de Chartres. Seu estilo gótico, ainda pertencente à Idade Média, 
que será rejeitado pelos renascentistas.

Fatores sociais: os valores burgueses 

O Mecenato foi uma espécie de patrocínio aos artistas, no qual participavam o clero, os burgueses e os governantes, com o objetivo de se destacarem e ficarem mais conhecidos entre todas as pessoas. As cidades que se destacaram no início dessa época como pólos artísticos foram Veneza, Gênova e Florença. 

Expansão do Renascimento 

A primeira manifestação do Renascimento ocorreu um território italiano, e a partir daí se espalhou para os demais países da Europa Ocidental. Porém, em nenhum desses países o movimento teve tanta repercussão como na Itália. 

Etapas do Renascimento Italiano 

Dante, Boccaccio e Petrarca no século XIV ficaram conhecidos como pré-renascentista após escreverem obras com características renascentistas, porém com alguns conceitos medievais. 

O período mais ilustre do Renascimento na Itália ocorreu entre 1450 e 1550, já nos países da Europa este momento sublime ocorreu na segunda metade do século XVI. 





Você também vai querer ler...

Comente!

Que tal ajudar?

Ajudamos milhões de estudantes todos os meses, levando conteúdo educacional, de graça. Faça uma doação e ajude a manter o projeto. Clique no botão ao lado.