Digite o que você quer buscar:  
Home » Trabalhos Escolares » História » Renascimento e Reforma » O Renascimento Italiano
01/06/2012 10:03

O Renascimento Italiano

Aumentar fontes para melhor leitura Diminuir fontes para melhor leitura

2. O Renascimento Italiano 

Fatores econômicos 

O Renascimento surgiu na Itália graças á prosperidade das cidades de Veneza, Gênova, Florença, Roma entre outras adquiriram riquezas com o desenvolvimento do comércio no Mediterrâneo. 

Com o desenvolvimento econômico das cidades italianas, surgiu uma rica burguesia mercantil que, em seu processo de afirmação social, procurava ser o centro da nova sociedade e se transformava em "mecena", protetora da arte. 


Catedral de Chartres. Seu estilo gótico, ainda pertencente à Idade Média, 
que será rejeitado pelos renascentistas.

Fatores sociais: os valores burgueses 

O Mecenato foi uma espécie de patrocínio aos artistas, no qual participavam o clero, os burgueses e os governantes, com o objetivo de se destacarem e ficarem mais conhecidos entre todas as pessoas. As cidades que se destacaram no início dessa época como pólos artísticos foram Veneza, Gênova e Florença. 

Expansão do Renascimento 

A primeira manifestação do Renascimento ocorreu um território italiano, e a partir daí se espalhou para os demais países da Europa Ocidental. Porém, em nenhum desses países o movimento teve tanta repercussão como na Itália. 

Etapas do Renascimento Italiano 

Dante, Boccaccio e Petrarca no século XIV ficaram conhecidos como pré-renascentista após escreverem obras com características renascentistas, porém com alguns conceitos medievais. 

O período mais ilustre do Renascimento na Itália ocorreu entre 1450 e 1550, já nos países da Europa este momento sublime ocorreu na segunda metade do século XVI. 





Comente!