Digite o que você quer buscar:  
Home » Trabalhos Escolares » Física » Resistores » Associação de resistores
01/06/2012 10:47

Associação de resistores

Aumentar fontes para melhor leitura Diminuir fontes para melhor leitura

associação de resistores 
Em muitos casos práticos tem-se a necessidade de uma resistência maior do que a fornecida por um único resistor. Em outros casos, um resistor não suporta a intensidade da corrente que deve atravessá-lo. Nessas situações, utilizam-se vários resistores associados entre si.
Os resistores podem ser associados em série, em paralelo ou numa combinação de ambas, a associação mista.

Resistor equivalente – É o resistor que produz o mesmo efeito que a associação, ou seja, submetido à mesma ddp da associação, deixa passar corrente de mesma intensidade.

Associação em série: 

Um circuito elétrico com resistores, um seguido do outro, de modo a oferecer um único caminho para a passagem da corrente. 

Rs é o resistor equivalente da associação. 

Características da associação em série: 

a) A intensidade da corrente i é a mesma em todos os resistores, pois eles estão ligados um após o outro. 

b) A tensão U na associação é igual à soma das tensões em cada resistor: 

U = U1 + U2 + U3 

c) Aplicando-se a 1ª lei de Ohm a cada um dos resistores, podemos calcular a resistência do resistor equivalente da associação, da seguinte forma:

U = U1 + U2 + U3 Rs . i = R1 . i + R2 . i + R3 . i 

Rs . i = i(R1 + R2 + R3

R = R1 + R2 + R3

O resistor equivalente tem uma resistência elétrica igual à soma das resistências elétricas de todos os resistores da associação. 

Para iluminar uma árvore de natal, por exemplo, usam-se lâmpadas de baixa tensão associadas em série. 

Associação em paralelo: 

Quando dois ou mais resistores têm seus terminais ligados à mesma diferença de potencial, de modo a oferecer caminhos separados para corrente. 

Em que Rp é o resistor equivalente da associação em paralelo. 

Características da associação em paralelo:

a) A tensão U é a mesma em todos os resistores, pois estão ligados aos mesmos terminais A e B.

b) A corrente i na associação é igual à soma das correntes em cada resistor: i = i1 + i2 + i3

Aplicando-se a 1.ª lei de Ohm a cada um dos resistores, podemos determinar a resistência do resistor equivalente:

i = i1 + i2 + i

c) O inverso da resistência equivalente é igual à soma dos inversos das resistências associadas.

Se houver somente dois resistores em paralelo, de resistências R1 e R2, a resistência equivalente Rp dessa associação pode ser determinada por:
 

Associação mista

É aquela na qual encontramos, ao mesmo tempo, resistores associados em série e em paralelo.

A determinação do resistor equivalente final é feita a partir da substituição de cada uma das associações, em série ou em paralelo, que compõem o circuito pela respectiva resistência equivalente. 

Notas: 

É importante sabermos um pouquinho sobre os fusíveis, os disjuntores, os reostatos, e os reostatos de cursor e de ponto. 

Vejamos: 

1- O fusível é considerado um dispositivo que previne os circuitos elétricos. Eles são ligados em série, e a parte do circuito elétrico, deve ficar protegida. Eles são compostos por alguns condutores de baixo ponto de fusão, como por exemplo, o estanho e o chumbo. Quando uma corrente elétrica de intensidade maior do que a permitida passa por esse circuito, elas se fundem e interrompem o circuito. 

2- O Disjuntor tem a mesma função do fusível que é proteger uma instalação elétrica contra os circuitos elétricos, ou seja, ele abre o circuito caso a corrente elétrica ultrapasse determinado valor. Vejamos como são os disjuntores: 

3- Reostatos são resistores de resistência elétrica variável, constituída do resistor propriamente dito e de um dispositivo que permite variar o seu comprimento e, desse modo, controlar a intensidade da corrente ou da tensão no circuito.

Representação: 

Reostatos de cursor: 

Deslocando a posição do cursor C, o comprimento do fio atravessado pela corrente elétrica varia juntamente com a resistência elétrica. 

Reostato de pontos:

O valor da resistência do reostato (RR) é totalmente dependente da posição da manivela, pois a casa posição a resistência do reostato irá ter um valor (isso com base na ilustração acima), vejamos: 

* Para a posição 1 a RR é igual a 0, ou seja, ela é mínima; 

* Para a posição 2, a RR é igual a 2R; 

* Para a posição 3, a RR é igual a 4R; 

* Para a posição 4, a RR é igual a 6R; 

* Para a posição 5, a RR é igual a 8R, ou seja, ela é máxima.





Comente!

Que tal ajudar?

Ajudamos milhões de estudantes todos os meses, levando conteúdo educacional, de graça. Faça uma doação e ajude a manter o projeto. Clique no botão ao lado.

Recomendados para você