Colégio Web

A origem e a propagação do influxo (impulso) nervoso

Publicidade

3. A origem e a propagação do influxo (impulso) nervoso 

Um neurônio em repouso, que não está conduzindo estímulos, apresenta a superfície interna de sua membrana menos positiva que a externa, isto quer dizer que o interior da célula é eletricamente negativo em relação ao exterior. Essa diferença de potencial nas faces da membrana chama-se potencial de repouso.

Durante a passagem do impulso nervoso, a diferença de potencial é invertida, o que denominamos despolarização da membrana. Essa situação dura somente cerca de 1,5 milésimo de segundo, pois logo se estabelece a situação novamente. 

A diferença de potencial nas faces interna e externa da membrana, durante a passagem do impulso nervoso, é chamada de potencial de ação, e sobre ela que se difundi o estimulo nervoso.

Importante: O impulso nervoso é um impulso elétrico que se origina das alterações nas cargas elétricas das superfícies interna e externa da membrana celular (potencial de ação). 

3.1 Estimulo e potencial de ação

O estimulo elétrico no plasmalema diminui com a transformação da radiação, este ato não reflete nem emite nenhum estimulo, pelo contrario ele permanece estático e depois se perde.

Este estímulo somente se reproduzirá na fibra nervosa caso o grau de força utilizado seja maior, não sendo ela não apresentará um potencial 
completo. 

A fibra nervosa se constitui na Lei do Tudo ou Nada ocorre quando o músculo recebe os estímulos. Se este estímulo for abaixo da mínima necessária o músculo não responde, se for acima da necessária o mesmo responderá, guiando sem extravio.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados