Colégio Web

Vírus da Raiva: O que é, quais os sintomas e tratamento.

Até Sábado (27 de Agosto), São Paulo oferece vacina gratuita contra raiva para cães e gatos.

Publicidade

A Raiva uma doença muito conhecida popularmente por estar mais presente em cães, porém poucos sabem exatamente o que é, como ela é transmitida e quais seus sintomas e que ela sim, é passada para o homem.

A Raiva também é chamada de hidrofobia (quando o corre de forma virótica). Um vírus da família rhabdoviridae, que pode infectar qualquer animal de sangue quente, porém os mais afetados são os cães, gatos e humanos.

O vírus é transmitido através da mordida de animais como os cachorros e morcegos, além disso, o período de transmissão tem início de 2 a 3 dias antes do surgimento dos sintomas. A morte pode ocorrer de 5 a 7 dias após a manifestação dos sintomas, mas, esses valores diferem de acordo com a espécie e organismo do animal ou da pessoa.

Sintomas

Em humanos, os sintomas já aparecem logo na mordida, eles são: náuseas, vômitos, e mal estar moderado e mau humor. Depois com o decorrer do tempo, a pessoa começa a ter espasmos musculares intensos na faringe e laringe, com dores no momento de engolir algum alimento ou líquido, esse tipo de sintoma pode ser chamado de hidrofobia, que é o medo de beber qualquer coisa.

Os outros sintomas são: Violência, hostilidade, tentativas de morder ou bater nas pessoas próximas, se as pessoas sobreviver a estes sintomas, ela passa por paralisia muscular, asfixia levando à morte.

Nos animais, os sintomas são os mesmos que no humano, sendo que a duração da doença nele varia de 1 a 11 dias, depois disso, o animal morre por paralisia e convulsões.

Tratamento

Se humano, o paciente deve permanecer em um local isolado, com luz baixa e sem ruídos. A alimentação deve ser feita através de soro nasogástrico, hidratação, controle de distúrbios eletrolíticos e ácido-básicos, de febre e vômito; uso de betabloqueadores na hiperatividade simpática.

Atualmente existe a vacina contra a Raiva, aplicada sempre em animais, em humanos ela pode ser altamente prejudicial causando meningoencefalite alérgica, por isso, só é aplicada em veterinários, ou em pessoas que foram mordidos por animais infectados.

 

 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados