Colégio Web

Disenteria e Malária – Doenças transmitidas pela água

A disenteria e a malária são duas das principais doenças transmitidas pela água, e podem ser muito perigosas. Veja quais são os sintomas e como evitá-las!

Publicidade

As águas dos mares, rios e lagos são poluídos por substâncias tóxicas, que são lançadas pelas indústrias e pelos navios, contaminando os animais, vegetais e a água. Essa água chega até o homem que também sofre com a contaminação.

Os rios também são contaminados pelos esgotos, pelos detritos das indústrias e pelas usinas. Elas despejam quantidade de toxinas suficientes para matar várias espécies de peixes! De todo modo, nos rios, mares e oceanos é possível encontrar bactérias, germes, protozoários, ovos e larvas de seres vivos causadores de muitas doenças.

Doenças transmitidas em contato com a água

Há várias formas de contaminação pelas águas da natureza. Ela pode ocorrer pela proliferação de larvas e ovos de seres vivos causadores de doenças como disenteria e malária.

Disenteria

É uma doença causada por bactérias ou amebas (protozoário) que causa perturbações intestinais como a diarreia e cólica. Com a evacuação o indivíduo perde uma grande quantidade de água do corpo ficando em estado bem debilitado. É necessária a internação para a hidratação aplicando soro. Todo o tratamento é realizado no hospital com orientação médica, além da aplicação de soro e de dieta alimentar.

Para se evitar devemos ter alguns cuidados com os alimentos que ingerimos:

  • Lavar muito bem as verduras, frutas e legumes;
  • Comer alimentos feitos no mesmo dia;
  • Evitar o excesso alimentos enlatados;
  • Beber água filtrada ou fervida.

Disenteria

Malária

A malária é uma doença causada por um protozoário conhecido como Plasmodium. A doença também é conhecida como paludismo. Ela transmitida pelo mosquito-prego, que armazena o Plasmodium em suas glândulas salivares. O protozoário, então, atinge os glóbulos vermelhos do sangue do homem, provocando febre alta e acesso de frio.

Para se combater a malária são necessários cuidados especiais:

  • O doente deve se submeter a tratamento médico com remédios especiais;
  • Combater o mosquito transmissor da doença com inseticidas;
  • Colocar telas na janela e portas impedindo a entrada do mosquito;
  • Drenar ou canalizar a água onde vivem as larvas dos mosquitos
  • Não juntar água em latas e garrafas velhas;
  • Cobrir tanques, tonéis ou qualquer outro tipo de reservatório de água;
  • Não deixar juntar poças de água no quintal;
  • Não ter muitas plantas no quintal para não atrair o mosquito.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados