Colégio Web

Como tratar a psicopatia

Publicidade

A psicopatia é um distúrbio de personalidade que tem como característica principal a falta de empatia. Ou seja, um psicopata faz aquilo o que quer, violando normas sociais sem arrependimento ou remorso.

O que é um psicopata

Um psicopata aparente é uma pessoa comum, charmosa e afetuosa que pode ser muito simpática e envolvente. Dificilmente de serem detectados em um ambiente, são indivíduos que mentem muito bem e que têm uma habilidade muito grande de fingir afeto.

Mas por trás da fachada de uma pessoa normal se esconde um ser frio, calculista, manipulador e egocêntrico, capaz de fazer qualquer coisa apenas por satisfação pessoal.

Psicopatia

Ao contrário do que muitos podem pensar, apesar de pessoas diagnosticadas com psicopatia não serem capazes de sentir afeto, elas têm a razão funcionando normalmente e têm plena capacidade de distinguir o que é certo e o que é errado. Elas apenas não ligam para isso.

Vale ressaltar que um psicopata sente prazer em realizar o mal e em conseguir aquilo que deseja, não importa o que seja. E ainda mais, o fazem sem arrependimento ou qualquer sentimento de culpa.

Características do transtorno

O transtorno costuma aparecer em mais quantidade em homens (3%) do que em mulheres (1%) e tem grande influência genética. Estudos mostram que cerca de 20% da população carcerária sofre de psicopatia.

Segundo especialistas o psicopata nasce com a disfunção, que pode se manifestar em diversos momentos da vida em maior ou menor grau. Na infância e na adolescência sinais do transtorno podem se manifestar, e se não forem tratados o quadro evolui para o que é chamado de psicopatia.

Existem três graus do transtorno, ele pode ser leve, moderado e grave. As pessoas com grau leve são aquelas normalmente responsáveis por golpes de estelionato ou fraude que atinjam somente uma pessoa.

No grau moderado os psicopatas também costumam ser responsáveis por estelionato ou fraude, porém com um alcance maior, que chega a causar danos a milhares de pessoas. Já aqueles com grau grave são os famosos serial killers, para quem só a morte não é suficiente, é preciso ter traços de crueldade.

Psicopata

Tratamento

A psicopatia é uma situação que não tem cura, e como disse a psicanalista Soraya Hissa de Carvalho, “psicopatia é um modo de ser”.

É preciso tomar cuidado, pois terapias, medicamentos e outras técnicas que podem ser utilizadas para tratar o transtorno pode gerar o efeito contrário. Ou seja, o psicopata só fica cada vez mais apto a manipular as pessoas.

Porém, se o problema for detectado cedo, ainda na infância, é possível obter melhora na condição. Caso o diagnóstico seja feito na adolescência as chances caem drasticamente. Se percebido na vida adulta o transtorno simplesmente não tem cura.

O tratamento infantil consiste na tentativa de mudar o comportamento da criança a ensinando a ter noção daquilo que é mal, que é errado.

Aliados à terapia corretiva, que é baseada principalmente no contato social, tranquilizantes são utilizados para reduzir e neutralizar a agressividade e a instabilidade da criança.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados