Colégio Web

Aspas

Publicidade

Nas regras de pontuação, o sinal de aspas aponta para fins de destaque de alguma parte de determinado texto, um destaque que quer evidenciá-lo perante ao restante da escrita. E qual a necessidade de se destacar? Existem algumas razões. Entenda a seguir.

Outros textos: o trecho aspeado pode aparecer no começo ou no fim de outras citações ou mesmo transcrição de um texto.
É o caso desta citação a seguir. Como afirmou Descartes: “Penso, logo existo”.

Já a transcrição: “Agora eu quero contar as histórias da beira do cais da Bahia.” (Jorge Amado, Mar Morto, 1936.)

Palavras e expressões: uma expressão ou palavra que não se enquadra na norma padrão pode vir aspeada. É o caso do estrangeirismo, neologismo, arcaísmo, gíria e algumas expressões de cunho popular.

Sabemos de tudo “asinha”.
Minha filha é uma excelente “cibernauta”, passa o dia na Internet.
Os formandos já receberam o “feedback” da colação de grau?

Ênfase e ironia

1Ironia e ênfase: quando se quer destacar uma expressão ou palavra com ênfase ou ironia, as aspas também são recomendadas.
Ironicamente usada: “Que “belo” papel! Você conseguiu estragar toda a nossa alegria”!

Com ênfase: “A filha levou um “não” redondo da mãe superprotetora.

Obras e títulos: o uso das aspas no meio literário e artístico também é muito comum para um título de livro, de obra de arte, música ou filme. Neste exemplo, ela também pode ser substituída pelo uso do itálico, com inclinação para a direita.

Estamos fazendo a análise de “Capitães de Areia” nas aulas de Literatura.
Ver, de tão pertinho, a beleza de “Guernica” ,do Pablo Picasso foi uma bela surpresa.

Aspas simples: as aspas simples podem ser usadas quando parte do texto em que se quer dar destaque está dentro de um trecho já aspeado. Veja a seguir.
A aluna explicou à professora o que havia se passado: “A minha colega foi chamada de ‘quatro-olhos’ e ficou muito triste com a turma”.

 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados