Colégio Web

Doença de Chagas

Publicidade

Protozoozes: Doença de chagas

Trypanossoma cruzi 

• 2 hospedeiros: e barbeiro (ambos reprodução assexuada).

• Barbeiro: Triatoma infestans

• O Barbeiro (Triatoma infestans, Panstrongylus megystus) ao sugar o sangue do indivíduo elimina fezes na pele lesada pela picada com a formado Tripomastigota do parasita. Ao coçar, o indivíduo, involuntariamente, veicula essa forma tripomastigota para a corrente sangüínea.

• As formas Tripomastigotas invadem células do tecido conjuntivo transformando-se na forma amastigota (esférica intra-celular).

• Essas formas dividem-se ativamente por reprodução assexuada, transformando-se novamente em tripomastigotas que arrebentam as células do tecido conjuntivo e caem na corrente sangüínea.

• Estas formas invadem as fibras musculares lisas, estriadas esqueléticas e cardíacas, transformando-se amastigotas e repetindo o ciclo intracelular.

• Através da picada, o barbeiro adquire os tripomastigotas sangüíneos, que, em seu tubo digestivo, são transformados na forma epimastigota.

• São produzidos, então, tripomastigotas, que serão eliminadas através das fezes do barbeiro.

Obs.: Pega-se Doença de Chagas na amamentação, via placentária, transfusões sangüíneas e ingestão de carnes de animais silvestres (sem a devida preparação).

Sintomas

• Febre

• hepatoesplenomegalia (aumento do fígado e no baço).

• Sinal de Romana (Sinais na pele).

• Podendo na fase crônica, levar a problemas cardíacos (problemas na musculatura cardíaca), megacólon e megaesôfago (problemas na musculatura).

Profilaxia:

• Combate ao barbeiro.

• Melhoria nas condições de moradia (Geralmente pode-se encontrar barbeiros em casas de pau-a-pique).

• Controle de exames de sangue antes das transfusões.

• Evitar comer carnes de animais silvestres.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados