Colégio Web

Plano Nacional de Educação é aprovado e Brasil terá que investir 10% do PIB no setor

Publicidade

Nesta semana os brasileiros receberam uma boa notícia vinda da câmera dos deputados em Brasília. Os deputados aprovaram o Plano Nacional de Educação, que prevê uma série de metas que deverão ser cumpridas ao longo dos próximos 10 anos para melhorar a qualidade do ensino no País.

PNE 2

Uma das principais mudanças que o Plano Nacional de Educação impõe é a obrigação que o governo brasileiro terá de investir, pelo menos, 10% e todo o Produto Interno Bruto em educação. O aumento do investimento será progressivo até atingir os 10% no ano 2024.

Mudanças

O texto do PNE é bastante extenso e traz uma série de metas que deverão ser cumpridas pelo governo, como a erradicação do analfabetismo, o aumento das vagas em creches e também nas escolas, o aumento das ofertas de ensino na modalidade de tempo integral atingindo pelo menos 25% de todo o universo dos alunos da rede básica, dentre outras metas.

PNE-1

O texto também se preocupa bastante com a questão da educação infantil. Uma das metas que o governo federal precisa cumprir até o ano de 2016 é o oferecimento de vagas para todas as crianças de 4 a 5 anos de idade na educação infantil. Já em relação as creches as esferas públicas terão que criar vagas em creches para pelo menos metade de todas as crianças de até três anos de idade.

Até o ano de 2024, todas as crianças brasileiras devem estar alfabetizadas, ou seja, precisam saber ler e escrever, até o terceiro ano do ensino fundamental. Para isso serão feitas uma série de modificações nos planos de educação e nos programas das escolas públicas.

Os valores de investimento previstos no Plano Nacional de Educação também serão direcionados para programas como o Prouni, Ciências sem Fronteiras e o Fies.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados