Colégio Web

Carlos Drummond de Andrade

Publicidade

Carlos Drummond de Andrade (Itabira, MG, 1902, – Rio de Janeiro, RJ, 1987)

Nascimento e morte – Carlos Drummond de Andrade nasce em Itabira do Mato Dentro (MG), em 31 de outubro de 1902. Morre no Rio de Janeiro, em 17 de agosto de 1987,

Vocação – Deseja o pai de Drummond, o fazendeiro Carlos de Paula Andrade, que os filhos se interessem pela vida do campo. O menino Carlos não se sente atraído por essa perspectiva, manifestando inclinação pelas letras desde cedo.

Herança do colégio – Em 1920, é expulso do Colégio Anchieta, em Nova Friburgo, por “insubordinação mental”.

Farmácia – Cursa Farmácia em Belo Horizonte para onde a família se muda em 1920.

Amizades – Em 1924, envia carta a Manuel Bandeira, manifestando sua admiração pelo poeta. É também neste ano que conhece Mário de Andrade, Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral.

Casamento – Em 1925, Drummond casa-se com Dolores Dutra de Morais. O poeta volta para Itabira sem interesse pela profissão de farmacêutico e sem adaptação à vida de fazendeiro.

No meio do caminho – Em 1928, publica, na revista Antropofagia, de São Paulo, o poema No meio do caminho, que se torna um verdadeiro escândalo literário. Veja-o na íntegra.

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.
Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados