Colégio Web

21 anos da morte de Mário Quintana. Relembre suas obras!

Publicidade

Neste dia 5 de maio de 2015 completa 21 anos da morte de um dos maiores nomes da literatura brasileira de todos os tempos: o grande poeta nascido no Rio Grande do Sul, Mário Quintana.

E por este motivo, nós vamos mostrar algumas de suas principais obras para que você possa homenageá-lo da melhor maneira possível, e de um jeito que o deixaria muito feliz: lendo tudo!

Na poesia

Mario Quintana

Conhecido por uma série de trabalhos literários distintos, o fato é que é na poesia que Mário Quintana mostrava todo o seu talento e esplendor, o que nos leva a crer que não há como iniciar uma releitura que relembre suas obras que não seja pela poesia.

Pois neste campo, Quintana nos brindou com algumas das obras mais icônicas e marcantes do século XX, como A Rua dos Cataventos, que foi publicada em 1940, por exemplo.

Há ainda as seguintes obras: O Aprendiz Feiticeiro, de 1950, Quintanares, de 1976, Espelho Mágico, de 1951, A Vaca e o Hipogrifo, de 1977 e a Cor do Invisível, de 1989, dentre outros.

Na literatura infantil

Mas não foi apenas na poesia que se destacou o grande Mário Quintana, já que ele também fez muito sucesso com suas obras de literatura infantil, com alguns lançamentos que foram verdadeiros clássicos.

Nesta linha, se encontram obras como O Batalhão das Letras, de 1948, Pé de Pilão, de 1968, Lili inventa o Mundo, de 1983, Nariz de Vidro, de 1984, O Sapo Amarelo, também de 1984 e Sapato Furado, de 1994.

Quintana Mario

Antologias

E por fim, quando falamos de Mário Quintana, que é um verdadeiro gênio da literatura brasileira, sendo um dos mais importantes de todo o século XX, nós não podemos nos esquecer da presença das suas Antologias.

E é dentro delas que podemos destacar obras como a Antologia Poética, de 1966, a Prosa e Verso, de 1978, Na volta da Esquina, de 1979, Nova Antologia Poética, de 1981, Literatura Comentada, de 1982, Primavera cruza o Rio, de 1985, 80 anos de Poesia, de 1986 e Ora Bolas, de 1994.

Nascido em Alegrete, no dia 30 de julho de 1906, Mário Quintana acabou por falecer no dia 5 de maio de 1994, ainda produzindo conteúdo de qualidade e perfeitamente lúcido.

E hoje, lembramos 21 anos da morte deste grande poeta, tradutor e jornalista brasileiro, que deixa saudades em todos que gostam de boa literatura.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados