Colégio Web

A Idade Média

Publicidade

Idade Média

 
O renascimento comercial foi acompanhado pelo desenvolvimento urbano. Como conseqüência disso, surgiu, na Europa medieval, uma nova classe social, a burguesia.

Guildas – Os burgueses ligados às atividades comerciais criaram as guildas, associações de mercadores, para defender seus interesses mercantis e estender seu comércio a outras regiões.

Corporações de ofícios – Por sua vez, os burgueses ligados à industria artesanal criaram as corporações de ofícios, com o objetivo de evitar a concorrência externa e mesmo entre os próprios artesãos.

Rei-burguesia – A rica burguesia mercantil, cuja fonte de riqueza era o comércio, aliou-se ao rei na luta pela centralização do poder político, pois acreditava que, quanto mais forte fosse o Estado, maior defesa e proteção o governo daria ao comércio nacional. Essa aliança rei-burguesia acelerou o processo de formação das monarquias nacionais ou Estados modernos, fortes e capazes de promover a expansão comercial européia. Mas o sistema feudal levaria ainda muito tempo para desaparecer totalmente e ser definitivamente substituído pelo sistema capitalista.

A Guerra dos Cem Anos

O longo período de luta entre a França e a Inglaterra, que foi de 1337 a 1453, é conhecido como a Guerra dos Cem Anos.

Fatores principais – Os principais fatores que desencadearam essa guerra foram:

1. A disputa pela posse de Flandres (atuais Bélgica e Países Baixos), rica região produtora de tecidos.

2. As pretensões de Eduardo III, rei da Inglaterra, ao trono francês.

Até 1380, os ingleses conseguiram uma série de vitórias, conquistando uma parte do território francês. Mas o rumo da guerra mudou com o aparecimento da jovem Joana D’Arc, cuja coragem despertou o exército francês.

O exército francês reanimou-se, libertou Orleans e conquistou muitas vitórias até que, em 1453, os ingleses foram definitivamente expulsos da França.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados