Colégio Web

Panorama geral da agricultura ao comércio

Publicidade

Por volta de 10.000 a.C a raça humana teve o seu período de transição entre a caça e a coleta, possibilitando o surgimento da civilização.

Outro fator importante para os seres humanos há cerca de 6 mil anos a. C foi a domesticação do gado bovino, assim como de ovelhas e cabras, possibilitando o consumo da carne e do leite, além da lã.

Início da agricultura e a criação de animais

Quando as comunidades do oriente médio passaram a praticar tanto a lavoura como a criação de animais, teve início a agricultura.

De acordo com o solo e com o clima de cada região, foi necessário a plantação de diversos cereais. Em 8.000 a. C, o trigo e a cevada eram plantados no oriente médio; e arroz e milhete, na China e no sudeste asiático. Por volta de 3.000 a. C, o milho era cultivado nas Américas. Assim como em outras regiões, as plantações eram diversificadas e a criação de animais tornava-se mais comum, como é o caso de vacas, ovelhas, porcos, cavalos e outros animais.

  Agricultura Idade Média

Com a lavoura crescendo a cada dia, tornou-se necessário um número maior de vasilhas e recipientes para armazenar os grãos. Foi nesse momento que ocorreu a diversificação do artesanato.

Foi necessária também a utilização de veículos com rodas, surgindo os primeiros. E os arados que eram puxados à mão foram substituídos pelos arados puxados por animais e com pontas de bronze, que eram mais eficientes, aumentando a produtividade. Com todo esse crescimento da agricultura, a produção tornou-se excedente: caminho aberto para o comércio.

Surgimento do comércio

Produção excedente é quando se cultiva mais do que o necessário para a sobrevivência de uma população. Assim, as pessoas poderiam vender seus produtos ou até mesmo trocá-los, como foi realizado no início. Os lavradores cultivavam mais do que consumiam e era preciso que cada profissão fosse dedicada apenas a aquele ofício.

Comércio Idade Média

Sendo assim os ceramistas, os tecelões, os padeiros, os cervejeiros, os sacerdotes e muitos outros puderam se dedicar apenas aos seus ofícios. Essa especialização foi de grande importância para o surgimento das cidades e das civilizações.

Quase todas as primeiras civilizações surgiram às margens de rios como o Tigre, Nilo, Indo e Amarelo e Eufrates. Foi preciso a abertura de canais de irrigação, aumentando a produtividade. O comércio cresceu significativamente graças à produção agrícola e a especialização de artistas, ceramistas e outros.

A infraestrutura foi administrada a ponto de que a distribuição de excedentes agrícolas proporcionasse o surgimento de lideranças fortes: surgiram cidades-estados, reinos e impérios, mudando para sempre o panorama do mundo.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados