Colégio Web

Muçulmanos já salvaram a vida de judeus!

Publicidade

Os livros de história da escola podem retratar apenas a parte mais sangrenta do relacionamento conflituoso entre muçulmanos e judeus, mas existem partes desse enredo que acabaram ocultadas. Já parou para pensar na hipótese desses dois grupos, considerados inimigos desde a década de 1880, já terem se unido em algumas situações? Pois bem, é verdade: Muçulmanos já trabalharam em ajuda aos judeus, em meio ao holocausto, contraindo todas as tradições de ódio que ainda se conservam entre os dois povos.

A vida dos judeus no holocausto

Muçulmanos judeus

Todo mundo já estudou em algum momento o período do holocausto. O ódio pelos judeus culminou na organização de campos de concentração, espalhados por toda a Alemanha e pelos territórios alemães na Europa. O genocídio em massa de milhões de judeus, na Segunda Guerra Mundial, foi um assassinato organizado dentro do programa de extermínio étnico do Estado Nazista, gerenciado por Adolf Hitler durante a ocorrência do Terceiro Reich. Os campos de concentração, onde se realizam os assassinatos, eram os locais para onde eram enviados os judeus presos pelo país, que eram submetidos ao trabalho escravo e confinados para a morte em câmaras de gás.

Trabalho em equipe

Nesse cenário atordoante, dois universos religiosos se uniram em prol da tradição e da ordem de uma delas. Uma dupla de bósnios muçulmanos foram os responsáveis pela preservação da tradição judaica durante a Segunda Guerra Mundial, protegendo o Hagadá de Saravejo, peça importante da cultura judaica. O manuscrito, datado de 600 anos, narra o êxodo do Egito e é uma leitura tradicional da páscoa judaica, sendo um dos livros mais importantes da religião.

Um oficial nazista surgiu para roubar o Hagadá, mas sobre sua proteção, dois homens muçulmanos conseguiram levar os manuscritos até um ponto afastado dos postos de controle nazistas, numa cidade montanhosa acima de Saravejo. Um dos muçulmanos escondeu a peça debaixo do piso de uma mesquita, aguardando até o fim da guerra para resgatar o livro. Essa história de ligação única entre as duas comunidades foi a responsável por salvar a cultura judaica, sendo provavelmente um dos atos mais heroicos relacionados entre os dois grupos.

Muçulmanos já salvaram a vida de judeus

Conflito árabe-israelense atual

Infelizmente, mesmo com exceções, o conflito entre judeus e muçulmanos continua, causando mortes e maiores discordâncias entre ambos os povos. A iniciativa de buscar por mais histórias que conectem positivamente os dois grupos ainda continua, buscando esclarecer pontos históricos e acalmar a situação.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados