Colégio Web

Lei de Say: visões de Keynes e Mises

Publicidade

Dentro dos estudos sobre economia de mercados, muitas leis podem ser importantes, mas uma das mais controversas de todas sem sombra de dúvidas é a chamada Lei de Say.

Vamos visualizar nas próximas linhas alguns detalhes sobre a Lei de Say, bem como duas visões distintas sobre ela que dividem opiniões entre estudantes de economia: a visão de Keynes e a visão de Mises.

O que é a Lei de Say

Lei de Say

Para quem ainda não sabe, a Lei de Say nada mais é do que a chamada Lei de preservação do poder de compra, que surgiu em decorrência do modelo onde se mantém a oferta e a demanda em identidade.

Esta lei tem este nome por conta da popularização que lhe foi concedida pelo renomado economista francês Jean-Baptiste Say, que deu uma explicação bastante particular sobre como se dá o funcionamento dos mercados.

Muitos estudiosos, filósofos e economistas famosos lançaram mão desta lei em algum momento, e ela gerou polêmicas por conta de uma série de fatores, sendo que um deles tem a ver com o nome que é aplicado a ela, já que alguns acreditam que não foi Say quem a concebeu originalmente.

A visão de Keynes

miseskeynesO famoso economista inglês John M. Keynes sempre foi considerado um dos maiores críticos da chamada Lei de Say, e ele também criticou basicamente todos os principais fundamentos da chamada teoria marginalista.

Com isto, ele acabou fazendo com que fosse feita uma reformulação em cima da Lei de Say, dando origem à chamada Lei de Walras, que também gerou polêmicas, já que apresentou uma leitura bem particular sobre questões importantes.

A visão de Mises

Já o economista austríaco Ludwig von Mises, também renomado, apontou para uma visão completamente distinta acerca da chamada Lei de Say, se referindo à visão de Keynes como equivocada.

Para Mises, Keynes acabou tendo uma má interpretação sobre o pensamento e sobre o argumento defendido por Say, e por este motivo, sua visão como um todo sobre a Lei de Say pode ser considerada equivocada.

O aumento da produção é o que pode ser capaz de gerar um maior consumo, especialmente pelo fato de que as pessoas que produzem e vendem seus produtos, também passam a ter mais dinheiro para comprar outros produtos, gerando mais movimentação para a economia.

Esta visão difere completamente da visão de Keynes, e por este motivo, estas são duas visões consideradas divergentes sobre a Lei de Say dentro da economia.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados