Colégio Web

Como o Brasil atravessou o período militar?

ditadura-militar-brasil1O período que compreendeu os anos de 1964 a 1985 é considerado o momento cinzento da história do Brasil por conta do governo dos militares. Nesse intervalo de tempo, que chegou a se arrastar por mais de duas décadas, o povo brasileiro viu várias situações graves e de afronta à liberdade individual e coletiva.

Publicidade

Em termos de contexto político, o regime militar acabou protagonizando a redução total dos espaços de discussão política para o cidadão. Naquele momento, os militares permitiram que apenas duas siglas políticas estivessem em ação: a Aliança Renovadora Nacional, também chamada de ARENA, e o Movimento Democrático Brasileiro, mais conhecido como MDB.

As outras instituições partidárias que recebiam influência do comunismo ou socialismo passaram a ser proibidas de funcionar. Na verdade, o argumento usado era o de que tais siglas eram verdadeiras ameaças à segurança do país. Para alguns pesquisadores, esse tipo de proibição acabou repercutindo até mesmo nos espaços políticos do Brasil em âmbito internacional, pois nesse mesmo período o mundo vivenciava o momento da Guerra Fria, que também era um espaço de embate entre os ideais capitalistas e socialistas.

Guerrilhas e repressão

DitaduraA forte oposição entre capitalismo e socialismo tinha nos Estados Unidos a maior representação do universo capitalista. Em termos políticos, os países da América eram divididos em termos de representação política e, por essa razão, os militares acabaram encontrando apoio em alguns países vizinhos.

Quando a Ditadura Militar ganhou força, o comunismo e o socialismo passaram a ser desarticulados e muitos dos representantes dessa classe política lançou mão das armas para enfrentar os militares. Assim, guerrilhas foram instaladas no solo brasileiro e muitos episódios de violência passaram a ser vivenciados. É o caso da tortura, intimidação e destruição de instituições que não “liam a cartilha do governo militar”.

No aspecto da economia, o país tinha situações diversas e conflitantes: mazelas sociais, inflações e vários transtornos econômicos foram observados como agravantes. Para superar a crise, os militares levantaram uma abertura econômica ao capital estrangeiro. Esse último buscava realizar obras que compuseram o chamado “Milagre Econômico” brasileiro.

Com a elevação dos preços dos combustíveis em 1970, o mercado internacional começou a se retrair nos negócios com o Brasil e uma grave crise econômica foi novamente vivida, com elevação do custo de vida e salários congelados. O fim do regime militar acabou sendo um processo doloroso, especialmente para a população mais pobre.

A repressão às liberdades culturais e de comunicação também foram marcas negativas do regime militar. Atualmente, muitos brasileiros se questionam quanto ao fato de a Ditadura Militar ter representado um espaço de maior seriedade e respeito aos valores humanos. De outro lado, quem faz crítica ao regime aponta que nenhum tipo de corte à liberdade pode ser invocado como elemento de importância para o bem viver das pessoas. E você, o que pensa do assunto?

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados