Colégio Web

Nomenclatura oficial (I.U.P.A.C. – 1979) dos álcoois

Publicidade

3 – Nomenclatura Oficial (I.U.P.A.C. -1979) dos álcoois. 

Acrescenta-se ao prefixo (met, et, pro entre outros) o termo que indica o tipo de ligação (an, en, in), onde no final coloca-se ol

Entre parênteses geralmente aparece o nome do álcool tido a partir do nome do grupo que esta junto à hidroxila com a terminação ico

Vejamos um exemplo

O metanol também é conhecido como álcool metílico. A aparência do metanol é de um líquido incolor de odor parecido com o do álcool de etanol, porém altamente tóxico usado como solventes aditivos em carros, combustíveis de jato ou mesmo como matéria-prima de sínteses industriais. 

O etanol, é considerado o álcool mais comum, pode ser obtido através da fermentação de açúcar ou cereais.

O etanol é encontrado também na cerveja (4 a 8%), no vinho (12 a 15%) e nas bebidas destiladas (40% ou mais). 

Caso a cadeia do álcool apresente 3 ou mais átomos de carbono, deve-se indicar a posição do grupo OH numerando assim a cadeia carbônica começando pela extremidade mais próxima do grupo OH. 

Atenção 

Devemos tomar alguns cuidados caso o álcool apresente uma cadeia ramificada:
 
• A cadeia principal apresenta o maior número de átomos de carbono, que contenha o grupoOH. 

• A numeração da cadeia principal deve partir da ponta mais próxima do grupo OH. 

Nomear o composto, usando a seguinte seqüência: O número do carbono ao qual está ligado o substituinte – nome do substituinte -nome da cadeia principal – sufixo ol

Notas 

A) Denominação 

Caso a hidroxila esteja ligada a um carbono de dupla-ligação, teremos uma função chamada enol. 

B) Nomenclatura de Kolbe
 
Kolbe exibe uma nomenclatura que leva em conta os alcoóis derivados do metanol, ao qual se denominou carbinol

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados