Colégio Web

Anafora e Pleonasmo

Publicidade

ANAFORA

Anáfora é a figura sintática que consiste na repetição da mesma palavra ou construção no início de várias orações, períodos ou versos.
Observe:

“Grande no pensamento, grande na ação, grande na glória, grande no infortúnio, ele morreu desconhecido e só." (Rocha Lima)

“Amor é um fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
é um contentamento descontente E dor que desatina sem doer. “ (Camões) `

“Tudo cura o tempo, tudo gasta, tudo digere.” (Vieira)

PLEONASMO

Pleonasmo é também um caso de repetição, mas que envolve uma redundância. Quer dizer, no pleonasmo há uma repetição desnecessária, tanto do ponto de vista sintático quanto do ponto de vista semântico.
A oração já analisada anteriormente:

Aos rapazes, deu-lhes dinheiro.
apresenta um pleonasmo: "aos rapazes" e. o pronome "lhes" exercem exatamente a mesma função sintática dentro desta oração – de objeto indireto. Dizemos, então, que há um pleonasmo do objeto indireto.
Veja outros exemplos:

As minha. roupas, quero até arrancá-las!
Os termos "minhas roupas" e "las" exercem a mesma função sintática – de objeto direto. Neste caso, há um pleonasmo do objeto direto.

Realmente, as catástrofe sociais só podem provo cá-las as próprias classes dominantes.

Os termos "catástrofes" e "las" exercem a mesma função sintática – de objeto direto.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados