Colégio Web

A revolução pernambucana de 1817

1O ano de 1917 no Brasil foi marcado pela revolução pernambucana. Os manifestantes desejavam proclamação da República e queriam modificar os sistemas de governo aqui reinantes. Os principais detonadores da revolução:

Publicidade

Gastos no Rio de Janeiro: mais de 15.000 portugueses vieram junto com a família real e eram sustentadas com os impostos pagos pelos brasileiros, além de ocupar postos da administração. O governo de Pernambuco enviava valores altíssimos para bancar tal estrutura da corte no Rio de Janeiro. Os soldados sem salário acabavam sendo penalizados por tal decisão.

Rivalidade: Portugal ficou arruinado com a chegada da Corte ao Brasil. Sem poder mais assumir o monopólio, perdeu espaço e ficou nas dependências da Inglaterra. Muitos portugueses vieram ao Brasil tentar melhores condições de vida. E aqui no Brasil passaram a competir e rivalizar com brasileiros que já ocupavam espaços comerciais, públicos e na indústria.

Independência dos EUA: os avanços observados com a independência dos EUA fez com que vários países quisessem seguir tais passos.

Revolução Francesa: a ideia de liberdade levantada pelos revoltosos franceses também chegaram ao Brasil.

Colônias Espanholas: a independência de determinadas colônias na Espanha era motivo de mais urgência na libertação do Brasil do jugo de Portugal.

Estopim

A Revolução Pernambucana teve como estopim a morte de um soldado português em uma festa quando do período da expulsão dos holandeses. Recife foi invadida pelos revolucionários e houve a libertação dos presos políticos. O governador Caetano Pinto de Miranda Montenegro se refugiou no Rio de Janeiro. As lideranças da revolução foram: Domingos José Martins, José de Barros Martins (conhecido como “Leão Coroado”), João Ribeiro e Miguelinho que também eram padres.

Um governo provisório foi montado com participação do clero, exército, fazendeiros, comerciantes e representantes da justiça. Os impostos foram abolidos e permitiu-se a liberdade de imprensa. A ideia era de que o novo governo fosse republicano. Quando soube da revolta, Dom João enviou vários soldados para Recife. Nesse bloqueio, tropas baianas orquestraram um ataque por terra. Mesmo com a luta, houve fuga para os interiores. Os líderes passaram por um julgamento e foram condenados à morte. João Ribeiro, o padre, cometeu suicídio. Em 1818 Dom João foi nomeado rei. Houve aumento da violência e outras revoltas daqueles que gostariam de ver o Brasil livre de Portugal.

A revolução pernambucana de 1817

Como podemos observar no título, a Revolução Pernambucana ocorreu no ano de 1817, onde todas as pessoas que estavam revoltadas queriam proclamar a república e por um fim no sistema de governo daquela época.

Em Recife, alguns idealistas planejaram uma revolução, que teve início dia 06 de março de 1817. Esse movimento deu certo, onde foi formado um Governo Provisório, que era composto pelos representantes de cinco segmentos sociais dominantes, que eram os seguintes:

• Um magistrado;

• Um religioso;

• Um militar;

• Um comerciante;

• Um fazendeiro.

A Revolução Pernambucana fracassou independente da adesão do Rio Grande do Norte e da Paraíba.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados