Colégio Web

Determinação experimental da equação da velocidade da reação

Publicidade

30. Determinação experimental da equação da velocidade da reação

Para escolher uma equação matemática, que represente a variação da velocidade da reação com a concentração dos reagentes, devemos nos basear apenas nos dados experimentais.

Exemplo

Podemos observar na tabela abaixo, a variação da velocidade com as concentrações, obtida por experiência:

Para determinar, experimentalmente, a equação da velocidade, devemos variar a concentração molar dos reagentes e verificar como varia a velocidade.

v = k [A]x [B]x

Sendo que x e y serão determinados.

Dois métodos podem ser usados: 

1. Método comparativo

Ao comparar a 1ª e a 2ª experiência, percebe-se que a concentração de B é a mesma, já a concentração de A dobrou, e conseqüentemente a velocidade também dobrou.

Ao comparar a 2ª e a 3ª experiência, notamos que a concentração de A é permaneceu constante, já a concentração de B dobrou e conseqüentemente a velocidade quadriplicou.

Concluímos, então, que a velocidade varia com a 1ª potencia de [A] e com a 2ª potencia de [B]. 

v = k . [B]1 . [B]2

2. Método Algébrico

Primeiramente, dividimos v1 por v2

Em seguida, dividimos v2 por v3

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados