Colégio Web

Ciclo Celular

Publicidade
CICLO CELULAR

 

As células passam por diversas etapas durante seu desenvolvimento, tais como, crescimento e divisão. Estas etapas são cíclicas. Assim, o ciclo celular representa o ciclo vital da célula e é dividido em duas fases: Interfase e divisão celular (mitose e meiose).

1. INTERFASE

A intérfase, tal como o próprio nome diz "inter" (entre) e "fase" (período), consiste em um período entre as divisões celulares. Embora seja um momento em que a célula não está em divisão, muitos eventos importantes estão acontecendo em seu interior. Estes eventos foram divididos didaticamente em outras sub-etapas, conhecidas pelos seguintes nomes: fase G1, fase S e fase G2.

Passemos agora para análise de cada uma dessas fases:

G1 – É conhecida como fase de crescimento, onde ocorre a síntese intensa de várias moléculas importantes para a sobrevivência da célula, como proteínas estruturais, enzimas e RNA.
S – Nesta fase o principal evento é a duplicação do material genético.
G2 – É chamada de fase de preparação, pois nela ocorre a síntese de moléculas e organelas relacionadas ao processo de divisão celular.

O núcleo interfásico

O núcleo recebe esta denominação pois, só pode ser observado durante a interfase.

componentes

Membrana nuclear (cariomembrana ou carioteca): membrana dupla, porosa e apresenta ribossomos aderidos.

Carioplasma (nucleoplasma ou cariolinfa): gel protéico encontrado dentro do núcleo; nele estão imersos os componentes nucleares.

Nucléolo: enovelado de RNAr (ribossômico), principal componente químico dos ribossomos, de onde os mesmos surgem.

Cromatina: conjunto de moléculas de DNA que se encontram na forma desespiralizada.



cromossomos, o que são?

Os cromossomos nada mais são que moléculas de DNA na forma espiralizada, enroladas em proteínas, chamadas de histonas, como linha em carretel.

O número de cromossomos é constante em indivíduos da mesma espécie e variável em indivíduos de espécies diferentes.

Ex.: homem = 46 cromossomos; macaco = 48 cromossomos; cachorro = 38 cromossomos.

Quando um ser vivo possui duas cópias de cada um de seus cromossomos dentro da célula dizemos que ele é diplóide e podemos representar seu número de cromossomos como "2n". Este é o caso do ser humano e de muitos outros animais. Por outro lado, algumas plantas e algas possuem apenas uma cópia de cada cromossomo e são chamadas de haplóides, ou seja, possuem "n" cromossomos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados