Colégio Web

Doenças causadas pelos ratos

Os ratos são roedores que existem em todos os cantos da cidade, transmitindo muitas doenças aos seres humanos. Confira quais são as principais e como evitá-las!

Publicidade

Todos os animais são seres vivos e fazem parte da nossa natureza, porém alguns deles são prejudiciais ao ser humano por transmitirem doenças. Alguns nichos vivem no esgoto e no lixo, como é o caso do rato, da mosca e da barata. Hoje, mencionaremos os cuidados necessários para evitar a contaminação e o contato com os ratos.

O que são os ratos?

Os ratos são animais roedores que sempre conviveram com o homem desde os tempos mais remotos. São mais de 1700 espécies espalhadas pelo mundo. No Brasil, existem cerca de 150 milhões de roedores.

Os ratos são animais de vida noturna. Dormem o dia todo e a noite saem em busca de alimento. Eles são altamente resistentes e ótimos corredores, adoram andar sobre fios, madeira, cabos elétricos, plásticos e precisam roer diariamente. Você sabia que os dentes dos ratos crescem 3 mm por semana?

Como se reproduzem?

Os ratos procriam rapidamente nos mais diversos ambientes. Eles precisam de alimentos, pois quanto maior a quantidade consumida maior é o número de filhotes. Em cada ninhada a fêmea gera de 5 a 12 filhotes e a cria pode ocorrer a cada 20 dias. Com aproximadamente 1 ano e meio os ratos já estão prontos para a reprodução. Você já imaginou a magnitude disso?

Alimentos que atraem os ratos

Os ratos roem praticamente tudo, mas gostam de alimentos gordurosos, frutas, grão, ração de animais de estimação e adoram o lixo doméstico.

Doenças provocadas pelos ratos

As estatísticas realizadas pela Organização Mundial de saúde revelam que mais de 200 doenças são transmissíveis pelos ratos.

Entre elas as doenças mais conhecidas são: a leptospirose, tifo, peste bubônica, febre hemorrágica, salmonelose, nefrite epidêmica, sarnas e micoses.

Rato

Os ratos são prejudiciais e causam sérios prejuízos:

  • Na contaminação por fezes e urina nos alimentos armazenados em galpões e armazéns;
  • Na contaminação por fezes e urina na ração de animais domésticos;
  • Roem fios e cabos elétricos danificando a rede elétrica da cidade e das casas;
  • Na criação de pequenos animais;
  • Na agropecuária e na indústria;
  • Nas refinarias, usinas e lavouras.

Cuidados necessários:

  • Não jogue lixo ou entulho nos córregos, praças, terrenos baldios e bueiros;
  • Em casa, mantenha o lixo em local apropriado e com tampa;
  • Coloque o lixo na rua pouco antes do horário da coleta;
  • Mantenha portas e janelas fechadas à noite;
  • Utilize ralo abre-e-fecha e mantenha-o sempre fechado;
  • Instale telas em frestas e aberturas;
  • Deixe sempre a tampa do vaso sanitário abaixada;
  • Não deixe a ração e água do seu animal doméstico exposta durante a noite;
  • Evite acumular caixas de papelão, caixotes, madeira, jornais velhos e entulho no quintal;
  • Mantenha quintal, garagem, porões, sótãos, limpos e livres de tranqueiras;
  • Deixe a comida sempre guardada na geladeira e os alimentos tampados nos armários.

Mantenha os cuidados essenciais para se evitar o contato com esses roedores!

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados