Colégio Web

Como a anemia afeta o organismo

noticia_350531_img1_anemiaA corrente sanguínea é composta por uma série de tipos de células. As mais conhecidas são as hemácias ou eritrócitos. Na hemácia é localizado um pigmento, muito rico em ferro, ao qual chamamos de hemoglobina. As hemoglobinas são responsáveis pelo transporte do oxigênio. Elas carregam esse importante componente por toda a corrente sanguínea até levá-lo para diferentes partes do corpo. Além disso, também pinta de vermelho todo o líquido sanguíneo.

Publicidade

Quando o organismo está com reduzida quantidade de hemoglobina, as tais hemácias, podemos afirmar que tal corpo está anêmico. Em função desse déficit, o oxigênio não vai para os diferentes espaços do corpo. Daí vem a fraqueza, o cansaço, problemas com a respiração, palidez e vários outros prejuízos e sintomas. Os especialistas explicam que, quando o organismo está anêmico, fica ainda mais suscetível de contrair qualquer tipo de doença.

A causa inicial da anemia vai ser a deficiência de ferro. É um aspecto nutricional e afeta diferentes pessoas em todo o mundo. Volta e meia ouvimos falar da importância do consumo regular do feijão, umas das ricas fontes de ferro. Quando a alimentação não dá conta de repor a demanda, a orientação é de que seja administrado o sulfato ferroso. Outras fontes de ferro: castanhas, nozes, carne vermelha e folhas escuras.

home-anemia-falciformeDiferentes formas de anemia

A anemia não é causada apenas pela deficiência do elemento ferro. Quando, se observa uma elevada perda de sangue também abre-se espaço para a entrada do surto anêmico. Um tipo de sangramento, um fluxo menstrual com excessos e outras adversidades que impliquem em perda sanguínea.

A criança que enfrenta esse tipo de problema pode desenvolver algumas dificuldades mentais e em termos de crescimento, com problemas inclusive na aprendizagem. A mulher grávida, de outro lado, precisa estar atenta a essa questão para evitar que o peso e as condições nutritivas do bebê sejam afetadas.

Outro tipo de anemia é a falciforme. Nesse caso, o organismo produz hemoglobina em níveis diferenciados, não conseguindo fazer a captação do oxigênio de maneira adequada. A hemácia fica diferente até mesmo do ponto de vista do formato, que acaba ficando em estilo de foice e não de modo arredondado como se presume dentro da normalidade. A anemia falciforme é uma doença genética e, sendo assim, não há condições de se corrigir apenas com a ingestão de ferro. Os médicos explicam que é um tipo de doença que se relaciona com a malária e que, quem contrai a falciforme, estará mais resistente à malária.

Manter uma alimentação adequada e balanceada é o ideal para se evitar esse tipo de problema. Além disso, manter os exames em ordem e sempre ficar atento às mulheres que estejam grávidas. Com o avanço da medicina, diferentes formas de tratamento já podem ser observadas e rapidamente adaptadas para reversão do quadro. Ainda assim, todo o cuidado deve ser adotado no sentido de evitar o problema e não apenas combatê-lo.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados