Colégio Web

Serge Voronoff

Publicidade

Fisiologista e cirurgião russo nascido em Voronezh, Rússia, e naturalizado francês (1895), mundialmente famoso como um expert em cirurgias de enxertos e por a séries de experimentos glandulares para melhoria de raças de ovinos e eqüinos. Aos 18 anos deixou a Rússia e formou-se em medicina na Universidade de Paris, tornando-se diretor de cirurgia experimental no Collège de France. Foi um dos primeiros cientistas a acreditar na relação entre atividade hormonal e o envelhecimento e pesquisou sobre atividades sexuais no homem e melhoria no desenvolvimento mental em crianças por transplantes de glândulas de macacos, iniciando suas pesquisas (1889) com o fisiologista francês Adolphe Brown-Séquard (1817-1894).

Durante o tempo em que morou no Cairo (1896-1910), o cirurgião observou que os eunucos eram obesos, sem pelos, pélvis alargadas, músculos flácidos e com movimentos letárgicos e pareciam pouco corajosos, além de fraca memória e débil inteligência, entre outras deficiências, e concluiu que a falta dos testículos envelhecia e que sua presença rejuvenescia. Assim, durante os anos seguintes dedicou-se a sua teoria, especialmente durante a I Guerra Mundial tratando soldados feridos, e fez seu primeiro xenotransplante (1917), transplante de órgãos animais, tirando massa testicular de um mono e transplantando-a em um homem, com anestesia local.

Depois fez muitas outras operações deste tipo que logicamente levaram a muitos fracassos, mas que não diminuíam o entusiasmo do famoso médico e seu prestígio por toda a Europa. Com a descoberta da testosterona (1929), finalmente demonstrou-se que o xenotransplante não tinha nenhum efeito de rejuvenescimento masculino. Ele morreu em Paris, muito rico, parte de sua atividade cirúrgica privada e parte da fortuna herdada ao enviuvar de seu segundo casamento, porém sem o reconhecimento profissional da universidade.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados