Colégio Web

Selman Abraham Waksman

Publicidade

Microbiólogo estadunidense que nasceu em Priluki, Ucrânia, especialista em microbiologia do solo, descobridor da estreptomicina (1944), primeiro agente específico efetivo no tratamento da tuberculose, e o primeiro a utilizar o termo antibiotic. Imigrou para os Estados Unidos (1910) e tornou-se cidadão estadunidense (1916). Estudou na Rutgers University, New Jersey, e na University of California, passando a trabalhar na a faculdade da Rutgers University, New Brunswick, NJ, onde foi nomeado professor e diretor do Instituto Rutgers de Microbiologia (1918).

Chamado professor emérito de microbiologia e diretor emérito do Instituto de Microbiologia (1958), no qual ele era diretor desde sua criação (1949), também foi bacteriologista marinho no Woods Hole Oceanographic Instituition (1930-1942), microbiólogo em New Jersey Agricultural Experiment Station (1921-1954), e consultor para vários agências federais. Destacou-se como pesquisador em microrganismos do solo e no estudo de antibióticos, descobrindo e desenvolvendo vários destes agentes.

A partir do isolamento da actinomicina (1941), letal para o bacilo da tuberculose, embora tóxica para os animais testados, extraiu do fungo Streptomyces griseus a estreptomicina, antibiótico relativamente inócuo para o homem, de excelentes resultados na luta contra a tuberculose quando combinado com a quimioterapia. Pela descoberta da estreptomicina, o primeiro antibiótico efetivo contra a tuberculose, foi agraciado com o Prêmio Nobel em Fisiologia ou Medicina (1952). Escreveu mais de 20 livros, incluindo Enzimas (1926), Principles of Soil Microbiology (1927) e My Life with the Microbes (1954).

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados